Mapa turístico 2017
Fisio

Municípios baianos se destacam com os maiores efetivos de caprinos, ovinos e alevinos do país


O efetivo nacional de caprinos (bodes, cabras e cabritos) foi de 9,78 milhões de cabeças em 2016, representando um crescimento de 1,7% em comparação a 2015.
A região Nordeste abriga 93,0% do rebanho brasileiro de caprinos: 9,09 milhões de cabeças, 2,1% a mais do que em 2015. Bahia (28,0%) e Pernambuco (25,5%) são os líderes em efetivos de caprinos, seguidos por Piauí (12,6%) e Ceará (11,6%). Os quatro estados citados responderam por 77,7% do efetivo nacional de caprinos.
Dentre os 50 municípios com os maiores efetivos de caprinos, 22 são baianos e 20 são pernambucanos. Casa Nova/BA continuou apresentando a maior quantidade de animais em 2016 (468.258 animais ou 4,8% do total nacional), seguido por Floresta/PE (336.700 animais), Petrolina/PE (238.000) e Juazeiro/BA (211.133).
1 em cada 5 ovinos do país está na Bahia
O efetivo brasileiro de ovinos (ovelhas, carneiros e borregos) foi de 18,43 milhões de cabeças em 2016, com variação positiva de 0,1% em relação a 2015. A região Nordeste também tem a maior concentração desses animais, com 63,0% do rebanho nacional, seguida pela região Sul, onde estão 23,9% do efetivo de ovinos.
A Bahia detém o maior plantel, 3.497.190 animais ou quase 1 a cada 5 ovinos brasileiros (19,0%). O estado está praticamente empatado com o Rio Grande do Sul, onde estão 3.496.904 ovinos também cerca de 1 a cada 5 (19,0%). Pernambuco e Ceará aparecem em seguida com, respectivamente, 13,4% e 12,6% do total nacional.
O município baiano de Casa Nova, com 408.526 animais (2,2% do total nacional), tem o maior efetivo de ovinos do país, seguido pelos municípios gaúchos de Santana do Livramento (373.509) e Alegrete (242.570).
Paulo Afonso tem maior produção municipal de peixes jovens (alevinos)
A produção de alevinos (formas jovens de peixes) foi de 1.134,22 mil milheiros em 2016, 14,2% maior que a de 2015. A região Sul foi a principal produtora de alevinos (31,2%), seguida pelas regiões Nordeste (28,1%), Sudeste (16,6%), Centro-Oeste (13,8%) e Norte (10,3%).
A Bahia é terceiro estado produtor de alevinos, com 11,2% do total nacional (ou 131.512 milheiros). O município baiano de Paulo Afonso foi o principal produtor nacional com 112.786 milheiros - quase 1 em cada 10 existentes no país, ou 9,6% do total. Em seguida vieram Toledo (PR), com 57.778 milheiros, e Palotina (PR), com 40.300 milheiros.
O Paraná continuou liderando a produção de alevinos em 2016, com 22,1% do total do país (259.719 milheiros), seguido por São Paulo (11,4% da produção nacional ou 133.581 milheiros).
Bahia tem terceiro maior efetivo de equinos do país
O efetivo nacional de equinos foi de 5,58 milhões de cabeças em 2016, registrando um aumento de 0,5% em relação ao observado em 2015. A região Nordeste apareceu na primeira posição, com 23,2% do rebanho nacional, seguida pelas regiões Sudeste (23,2%), Centro-Oeste (20,0%), Sul (17,5%) e Norte (16,1%).
A Bahia é o terceiro estado em efetivo de equinos, com 481.869 animais (8,6% do total de 5.577.539 no país), atrás apenas de Minas Gerais (762.006 animais, ou 13,7% do efetivo nacional) e Rio Grande do Sul (537.159 animais ou 9,6%).


Fonte: IBGE

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados