Mapa turístico 2017
Fisio

Gasolina sobe pela quarta vez em menos de uma semana


A Petrobras anunciou mais um aumento nos preços da gasolina nas refinarias, desta vez de 3,3%, válido a partir de 05/09/17. Em cinco dias, só no mês de setembro, foram três aumentos, somando 10,2% para a gasolina.
Já no caso do diesel, a alta acumulada chega a 5,3%. A Petrobras informou que a política de preços da estatal para diesel e gasolina leva em consideração, entre outros fatores, o alinhamento com os preços internacionais dessas commodities. Ainda de acordo com a empresa, "eventuais ocorrências que influenciem o preço desses derivados no mercado internacional, como a passagem do furacão Harvey”.
A flutuação diária causa instabilidade no mercado. Os varejistas reclamam porque com os ajustes constantes, eles não têm como acompanhar no mesmo ritmo, tendo que esperar pelo menos uma ou duas semanas para repassar o ajuste para o consumidor. Enquanto isso, perde os acréscimos.
Alta no transporte e no alimento
Mas o consumidor final é sempre quem paga a conta mais alta porque o aumento dos preços cobrados sobre combustíveis afeta outros produtos de diferentes como os alimentos e medicamentos. Na cadeia produtiva, a preocupação é com o impacto que o aumento acumulado para o diesel que pode causar no preço do frete e distribuição de produtos, além da repercussão no preço do transporte público.

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados