Mapa turístico 2017
Fisio

Após 20 anos, prefeitura suspende Carnaval prolongado na Passarela

Léo Santana mais uma vez participa do Carnaval de Porto Seguro - agora como atração principal

Aguardada com ansiedade por moradores e turistas, a programação do Carnaval na Passarela do Álcool decepcionou muita gente. Porém, a surpresa maior veio dia 26/01, quando a prefeitura anunciou que, após 20 anos, estava suspenso o Carnaval prolongado na Passarela. A justificativa: contenção de despesas. Sem conseguir patrocínios ou parcerias com empresas privadas, a administração licitou cerca de R$ 2 milhões do caixa para bancar apenas quatro dias de festa (confira abaixo).

As principais atrações foram divulgadas em primeira mão pelo Jornal do Sol Online, após pesquisa contínua no Diário Oficial do município. Vão se apresentar, de 06 a 09/02, entre outros, Léo Santana (foto), Parangolé, Tatau, É o Tchan, Neto LX e Vingadora.

O Carnaval prolongado de Porto Seguro foi criado em 1996, na gestão do prefeito João Carlos Mattos de Paula. Mesmo enfrentando turbulências políticas, se tornou, ao longo de duas décadas, um sucesso como produto turístico, ampliando a festa momesca e o número de visitantes na cidade. Mas, de acordo com a nota emitida pela prefeitura, a realização do Carnaval no formato anterior “oneraria demais os cofres públicos”.

 

Opinião do leitor

O Jornal do Sol tem recebido muitas manifestações sobre o Carnaval (veja em Trombone). Há quem concorde com a prefeitura, como Fabrício Trevensoli. Para ele, “não deveria ter é nada, a cidade está precisando de tanta coisa”. Mas a maioria não esconde sua frustração nem se omite em sugestões.

O leitor Guilherme (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.) pensa que o Carnaval é uma festa que destaca e fortalece o turismo. “Há que se pesar, sobretudo, a necessidade de alguns gastos e contratações, haja vista a sua duração e seu real aproveitamento para o cidadão contribuinte”. Ele propõe parcerias com empresas privadas para viabilizar o evento.

O contabilista Emanuel Veloso, decano na cidade, defende a tese de que a venda de camarotes para a hotelaria pode ajudar a viabilizar os custos de um grande Carnaval. “Qual hotel não gostaria de ter um camarote na Passarela para seus hóspedes”, indaga.

 

Programação fraca

Além do cancelamento do prolongado, as atrações programadas para a Passarela do Álcool também não animaram os foliões. “Estou decepcionada com a programação”, lamentou a leitora Tainan Gomes Brandão. Programação ruim, péssima. Há 10 anos estou levando excursão pra Porto Seguro. Esse ano é o pior que já vi!”, disse Edson Junior, via Facebook.

 “Tá brincando, que a programação é essa? Ridícula! Vontade até de cancelar meu pacote”, Ironizou a internauta Carol (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.). Já Eliana (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.) não escondeu sua indignação. “Gente, vou falar viu. Todos os anos em que fui sempre teve uma programação massa, bem bacana... E agora a prefeitura vem com essa programação podre."

 

Programação na Passarela do Álcool

06/02 - sábado - Tatau, Parangolé, Pedro Henrique & Luziel, Banda Uva

07/02 - Domingo - Reinaldo, É O Tchan, Cactus e Saan Vagner

08/02 - segunda - Babado Novo, Lordão, André Lima & Rafael e Banda Virou Bahia

09/02 - Leo Santana, Vingadora, Amanda Santiago e Lennon

 

 

R$ 2 milhões para o Carnaval

Infraestrutura  (Stars Mult Eventos e Produções) = R$ 1.255.350,00

Léo Santana (Salvador Prod. Artísticas e Entretenimento) = R$ 145.000,00

Parangolé (Salvador Prod. Artísticas e Entretenimento) = R$ 99.000,00

Reinaldo (Lívia Gracielle Teixeira de Moura) = R$ 45.000,00

Tatau (RJ Produções Artísticas) = R$ 90.000,00

Amanda Santiago (Brilho Estelar Produções Artísticas) = R$ 35.000,00

Banda Cactus (Brilho Estelar Produções Artísticas) = R$ 22.000,00

É O Tchan (Milton Meneses de Sousa) = R$ 105.000,00

Banda Lordão (C. de Figueiredo Leite-KOCO) = R$ 27.000,00

Neto LX (Novo Palco Eventos e Pro. Artísticas) = R$ 30.000,00

Vingadora (Vingadora Ent., Prod. e Estrutura) = R$ 75.000,00

Babado Novo (De Novo Empreendimentos Artísticos LTDA.) = R$ 100.000,00

Pedro Henrique e Luziel (Leke Empreendimentos Artísticos LTDA) = R$ 22.000,00

Fonte: Diário Oficial do Município

 

 

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados