Mapa turístico 2017
Fisio

Motoristas de lotação voltam a interditar rodovia em protesto

Motoristas de lotação realizaram novo protesto, no dia 16/03/17, interditando a BR-367, sentido Porto Seguro - Eunápolis, na altura da entrada do semianel viário. Os motoristas, que inicialmente protestaram em frente a sede do Ministério Público, exigem a devolução dos carros apreendidos pela Polícia Militar, em cumprimento a ordem judicial expedida pelo juiz André Strogenski.

A interdição da rodovia federal, que foi bloqueada com galhos de árvores e pneus queimados, começou por volta do meio-dia e terminou cerca das 17 horas, formando um grande engarrafamento, com o trânsito sendo liberado de meia em meia hora. Exceto um pequeno contingente de policiais rodoviários federais, nenhuma autoridade compareceu ao local para desobstruir a via, nem tampouco para negociar o desbloqueio com os manifestantes.

A atividade é considerada ilegal e vem sendo objeto de frequentes reclamações de taxistas e outras categorias que se sentem lesados pela concorrência dos condutores irregulares, uma vez que não pagam alvarás nem taxas para transportar passageiros, nem tampouco são submetidos à fiscalização pelos órgãos competentes.

Secretário justifica o seu não comparecimento

O secretário Municipal de Trânsito e Serviços Públicos, Eriosvaldo Renovatto Dias, alega que as apreensões dos veículos usados para lotação vem ocorrendo por determinação judicial, em atendimento a ações movidas pelo Ministério Público e que a prefeitura se limita a ceder o pátio onde esses veículos ficam guardados sob a sua responsabilidade. Ele reforça que já se reuniu com os motoristas e com representantes do MP, que foram claros no sentido de que somente a Justiça pode liberar os carros apreendidos, com base na análise de documentação, entre as quais certidões negativas de furto e roubo, de multas e de impedimento administrativo, sendo que os que estiverem irregulares não poderão ser liberados.

O secretário ainda justificou o seu não comparecimento ao local da manifestação, o que teria sido reivindicado pelos próprios manifestantes. Ele afirma que não compareceu porque não tem o poder de liberar os veículos, logo que seria infrutífera a sua presença, além do que não iria “fazer promessas” e nem “criar mais embaraços ao serviço público e aos próprios motoristas”.

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados