Mapa turístico 2017
Fisio

Delegacia do Arraial d'Ajuda está em condições precárias


Diante das recentes divulgações de estatísticas sobre violência no Brasil, em que Porto Seguro aparece entre as 20 cidades mais violentas do país, que possui mais de 5.550 municípios, e pelo fato de ter havido, somente no mês de julho, dois homicídios no distrito de Arraial d’Ajuda (um passional e um latrocínio), nossa reportagem foi conhecer as condições da Delegacia de Polícia desta localidade essencialmente turística.
Lá encontramos uma pequena casa adaptada com apenas quatro pequenas salas de trabalho, uma recepção, cozinha, dois banheiros e o cárcere provisório. As instalações são para abrigar 17 servidores da segurança, entre eles três delegados de polícia, 10 investigadores, um escrivão e três funcionários municipais cedidos. Eles trabalham apertados em pequenas salas, sem espaço adequado para ouvir os suspeitos.


Inquéritos, armas e drogas apreendidas ficam guardados em lugares vulneráveis por falta de condições. Os servidores do cartório e da investigação se amontoam em pequenas mesas tomadas por computadores e nas estantes não existem mais espaços para colocar pastas e documentos. Com goteiras e instalações elétricas antigas, o prédio não recebe reformas há vários anos, apesar de ser a sede da 2ª DP de Porto Seguro.
A DP possui apenas duas viaturas identificadas e nenhuma viatura descaracterizada que ajudaria muito nas investigações e abordagens discretas a suspeitos de tráfico e assaltos. Não há garagens e as viaturas ficam estacionadas em frente à delegacia, expostas à ação do tempo e de vândalos. Também as motocicletas e bicicletas apreendidas ou recuperadas, e demais objetos, ficam guardadas empilhadas no pequeno pátio, deteriorando-se no tempo.


Apesar do abandono, a delegacia é importante para conter o avanço da violência na região, pois atende a uma população de aproximadamente 60 mil pessoas em dez localidades no litoral sul de Porto Seguro, entre distritos e povoados. Além de ser o centro de registros de ocorrências no Arraial d’Ajuda, a 2ª DP é responsável pelos boletins de ocorrência de Trancoso, Vale Verde, Caraíva, Itaporanga, Nova Caraíva, Queimados, Coqueiro Alto, Sapirara e São Geraldo, fazendo sua cobertura até a divisa com Monte Pascoal. Em 2017, já foram registradas mais de 1.500 ocorrências entre roubos, assaltos, tentativas de homicídios, assassinatos e outros delitos contra o patrimônio e as pessoas.
Já foi encaminhado um ofício em 25 de janeiro de 2017 para a prefeitura de Porto Seguro, com pedido para transferir a sede desta delegacia para um prédio mais amplo na Rua Manoel Crecêncio, conhecida como Rua do Campo, no centro do Arraial, prédio onde funcionava a Unidade de Pronto Atendimento da Saúde e que se encontra desativado e sem uso. Esta reivindicação até o momento não foi atendida e a Delegacia continua funcionando precariamente na Rua dos Coqueiros, 211.
A comunidade do Arraial d’Ajuda e demais distritos e povoados atendidos pela 2ª DP, esperam sensibilidade e atitudes dos representantes públicos municipais para que esta demanda de extrema importância seja atendida, para o melhor funcionamento das atividades dos agentes de segurança da região, responsáveis pelas investigações e prisões de delinquentes. (VC)

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados