UFSB promove palestra sobre DNA do petróleo e contaminação nas praias

 
O Campus Sosígenes Costa da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Porto Seguro, vai sediar a palestra Geoquímica Forense: A identificação do "DNA" do Petróleo, pelo professor Dr. Sílvio Tarou Sasaki. A atividade será realizada na próxima quarta-feira, 06/11/2019quarta-feira, em dois horários: das 14h às 16h (Sala Barra Velha) e das 19h às 21h (Auditório Monte Pascoal 3), no Campus Sosígenes Costa (BR 367, KM 31 - Rodovia Porto Seguro-Eunápolis - Centro de Convenções).
O foco da palestra será esclarecer a comunidade acadêmica e externa sobre dúvidas relacionadas à contaminação das praias do Nordeste brasileiro pelo petróleo, tais como: Como é possível identificar a origem do petróleo? Quais impactos podem ocorrer ao meio ambiente? Existem formas de remediação? 
A comunidade acadêmica da UFSB e o público em geral terão acesso gratuito, sem necessidade de inscrição. As duas palestras serão transmitidas por webconferência, pelo link https://mconf.rnp.br/webconf/csc-1.
 
O palestrante
 
O professor Silvio Tarou Sasaki é coordenador do Bacharelado Interdisciplinar em Ciências no Campus Sosígenes Costa, tendo trabalhado por 17 anos com pesquisa na área de petróleo na Universidade de São Paulo (USP). Bacharel e licenciado em Química pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP). Doutor em Ciências (Oceanografia Química e Geológica) pelo Instituto Oceanográfico da USP. Atualmente é docente na área de Oceanografia Química / Química e Ciências Ambientais e no Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias Ambientais da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Tem experiência na área de desenvolvimento e otimização de métodos analíticos, com ênfase em técnicas de separação (Cromatografia Gasosa e Cromatografia Líquida de Alta Eficiência) e análise de traços, atuando nos seguintes temas: hidrocarbonetos alifáticos e aromáticos de origem biogênica e antropogênica, marcadores de exposição a esgoto (esteróides fecais e alquilbenzeno lineares), compostos organoclorados (pesticidas e bifenilos policlorados) e monitoramento ambiental em matrizes como água, sedimento e organismos marinhos. Atua em projetos relacionados a utilização da razão isotópica molecular para identificar a origem de hidrocarbonetos alifáticos e aromáticos. Desenvolve pesquisas na caracterização de espécies de microalgas utilizando pigmentos fitoplanctônicos. Realiza pesquisas em ambientes marinhos da costa brasileira e Antártica.

Fonte: Ascom UFSB

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade