Marinha terá passagem de Comando em Salvador

A Marinha do Brasil informou que, no dia 23/01/19, haverá cerimônia militar para passagem de comando 2º Distrito Naval. A solenidade será às 10h. Na ocasião, o Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos passará o cargo para o Vice-Almirante Marcelo Francisco Campos, na sede do 2° Distrito Naval, bairro do Comércio, e será presidido pelo Almirante de Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster, Comandante de Operações Navais.

Missão cumprida

O Almirante de Esquadra Garnier, que esteve à frente do Com2°DN por pouco mais de dois anos, foi designado para o cargo de Secretário-Geral do Ministério da Defesa, cargo que assumiu no dia 15/01/19. Dentre as suas principais realizações no 2º Distrito Naval, merece destaque o acordo de cooperação com a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia.

Novo Comandante

Natural do Rio de Janeiro/RJ, o Vice-Almirante Campos formou-se na Escola Naval em dezembro de 1983 e foi promovido ao posto de Vice-Almirante em 31/03/16. Em sua carreira, participou de importantes comissões, como Comandante do Navio Varredor "Anhatomirim", Comandante da Estação Rádio da Marinha em Salvador, Comandante da Flotilha do Amazonas, Diretor de Assistência Social da Marinha, Comandante da Escola Naval e Diretor de Comunicações e Tecnologia da Informação da Marinha. Antes de ser designado para o Com2°DN, ocupava o cargo de Diretor do Departamento de Promoção Comercial do Ministério da Defesa.

O Comando do 2º Distrito Naval

A criação do Comando do 2º Distrito Naval remonta o ano de 1942, quando da entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, ocasião em que foi decretada a criação dos Comandos Navais e Salvador designada sede do Comando Naval do Leste. Essa denominação foi mantida até 1945, quando o Comando do 2º Distrito Naval passou a ter sua denominação atual.

Subordinado diretamente ao Comando de Operações Navais, o 2º Distrito Naval tem uma área de jurisdição de mais de 1.100.000 km², englobando os estados da Bahia, Sergipe, norte de Minas Gerais e sudoeste de Pernambuco. A leste, a área possui mais de 1.200 km de confrontação com o Oceano Atlântico e, a oeste, é cortada pelo rio São Francisco, desde Pirapora/MG até Paulo Afonso/BA.

Entre as importantes tarefas atribuídas ao Comando do 2º Distrito Naval, estão: executar operações navais, aeronavais e de fuzileiros navais; contribuir para a segurança do tráfego aquaviário, no que se refere à salvaguarda da vida humana e à segurança da navegação, no mar aberto e hidrovias interiores, e a prevenção da poluição hídrica por parte de embarcações, plataformas ou suas instalações de apoio; coordenar e controlar as atividades de patrulha naval, inspeção naval e socorro e salvamento marítimos; controlar a movimentação de meios navais, nacionais e estrangeiros, em trânsito; cooperar na repressão aos delitos de repercussão nacional ou internacional, quanto ao uso do mar, águas interiores e áreas portuárias; e cooperar para a preservação e utilização racional dos recursos do mar e das águas interiores.


Fonte: Ascom/Marinha do Brasil

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade