Caravana da Justiça Social beneficia povos indígenas de Cabrália

 

Índios de Santa Cruz Cabrália foram beneficiados com os serviços gratuitos da Caravana da Justiça Social, realizada pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) no dia 30/08/19. Essa foi a segunda caravana realizada em território indígena esta semana, de um total de quatro edições do mutirão, que atendeu mais de 4.500 pessoas.

Desde 8h da manhã, a população do município marcou presença na Escola Indígena da Aldeia Coroa Vermeha para buscar os serviços do mutirão, que envolvem desde a emissão de documentos gratuitos até a realização de exame de DNA. A juventude também aproveitou a oportunidade e emitiu o ID Jovem, documento que garante gratuidade e meia entradas em eventos culturais e viagens, por exemplo.

No espaço, a população indígena teve acesso a documentos como RG, CPF, Carteira de Trabalho e certidões de Nascimento, Casamento e Óbito, por exemplo, todos gratuitos. “Essa Caravana da Justiça Social é fruto de uma articulação dos povos indígenas que começou no Acampamento dos Povos Indígenas da Bahia, em Salvador. Esses benefícios que estão aqui hoje são muito importantes e a SJDHDS é uma parceira de primeira hora”, afirmou o Cacique Aruã Pataxó.

O secretário Carlos Martins visitou o local acompanhado do superintendente de Direitos Humanos, Jones Carvalho, e do coordenador de Políticas para os Povos Indígenas, Jerry Matalauwê, também da SJDHDS.

A Caravana da Justiça Social de Santa Cruz Cabrália fechou um roteiro de oito dias nos quais foram realizadas quatro edições: primeiro em Ubaitaba, seguido de Camacã e Pau Brasil e, por fim, Cabrália. A Caravana da Justiça Social é uma realização do Governo da Bahia, por meio da SJDHDS, em parceria com as Prefeituras Municipais, o Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público da Bahia, Tribunal de Justiça do Estado, Defensoria Pública da Bahia, entre outros órgãos.

Bate-papo com a comunidade

O secretário Carlos Martins participou de uma reunião com caciques e cacicas Pataxós na Aldeia Coroa Vermelha. Na pauta do encontro, a garantia de direitos e as ameaças sofridas pelos povos indígenas. O objetivo do diálogo foi ouvir e ver de perto as demandas e anseios da população indígena da região. Responsável pela articulação do encontro, o Cacique Aruã Pataxó falou sobre a necessidade de reafirmar o apoio do Governo da Bahia às pautas indígenas, especialmente num momento crítico no cenário nacional.

“Estar aqui com um secretário de Estado é extremamente importante. Nós temos demandas que não são de responsabilidade do Governo Estadual, mas sabemos que a parceria e a sensibilidade da gestão estadual podem nos ajudar a seguir na luta em defesa dos nossos direitos”, pontuou o Cacique Aruã.

O secretário Carlos Martins falou sobre a equipe jurídica que a SJDHDS colocou à disposição da luta dos povos indígenas e que tem assessorado nas diferentes pautas e demandas, inclusive em relação às questões que envolvem o Governo Federal.

No Colégio Estadual Terezinha Scaramussa, o secretário Carlos Martins participou do Diálogo com a Juventude, promovido pela Coordenação da Juventude da SJDHDS. A unidade escolar de 780 alunos funciona nos três turnos e, atualmente, passa por reformas.

“Minha vinda aqui é pra dizer uma única coisa a vocês: o sucesso de vocês depende de vocês. Não parem de estudar, não abandonem as oportunidades e agarrem cada uma como se fosse a última. Quando a gente traça um objetivo na vida, ninguém é capaz de nos desviar do nosso caminho”, pontuou.


Fonte: Ascom SJDHDS - Fotos: Juliane Oliveira

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade