BNDES amplia acesso de empresas a capital de giro

A partir de 21/08/15, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai retirar restrições e ampliar de R$ 20 mi para R$ 70 mi o limite do BNDES Progeren por beneficiário. O programa vigora até o fim do ano com orçamento de R$ 7,7 bi. Agora, companhias de todos os portes e de todos os setores da economia podem solicitar recursos do Programa de Apoio ao Fortalecimento da Capacidade de Geração de Emprego e Renda.

Antes, o programa era acessível por micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), mas excluía grandes empresas de algumas categorias. De acordo com o Banco, as mudanças são necessáriass dar mais fôlego financeiro às empresas. Excepcionalmente, para o setor sucroalcooleiro, este limite é de R$ 130 milhões. O prazo para pagamento dos empréstimos é de 60 meses, incluindo 24 meses de carência.

A dotação orçamentária do BNDES Progeren é de R$ 7,7 bilhões, com vigência até o final de 2015. O programa opera apenas na modalidade indireta, e para requisitar os recursos é necessário entrar em contato com qualquer banco comercial que seja agente financeiro do BNDES (a grande maioria dos bancos brasileiros).

Condições

As melhores condições do programa são oferecidas para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs). As companhias de menor porte pagarão custo financeiro de Selic, spread de 0,4% ao ano e taxa de intermediação financeira de 0,1%, além do spread do agente financeiro.

Para as médias e grandes, o spread do BNDES é de 1,3% e 2% ao ano, respectivamente, e também incide a taxa de intermediação financeira, de 0,5%, além do spread do agente financeiro. As novas condições do programa serão divulgadas pelo BNDES aos agentes financeiros por meio de carta circular até o próximo dia 21 de agosto.


Fonte: Imprensa BNDES

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2018 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade