Ceame faz programação alusiva ao Dia da Conscientização da Pessoa com Surdez

No dia 26/09/19, a equipe do Centro de Educação Inclusiva e Atendimento Especializado (Ceame) saiu às ruas em mobilização alusiva ao Dia Mundial da Conscientização da Pessoa com Surdez. Professores, coordenadores, alunos e seus familiares, visitaram estabelecimentos comerciais da Av. Getúlio Vargas e Shopping Oceania, distribuindo o alfabeto de Libras (Língua Brasileira de Sinais) e chamaram atenção para o assunto.

O Ceame é um serviço ligado à Secretaria Municipal de Educação e desenvolve um trabalho de referência entre adultos e crianças com diversos tipos de deficiência. "Muitas vezes a sociedade ainda tem aquela imagem do surdo como uma pessoa deficiente, que pede esmola e não compreende a realidade. Queremos desconstruir essa cultura e mostrar o potencial dos surdos, que podem ir muito longe e trazer a sua contribuição para o meio onde eles vivem. Hoje é um dia de luta dessa comunidade, que inclui os surdos, seus professores e familiares", diz a coordenadora pedagógica, Vera Liu.

Uma luta, que na opinião da diretora geral do Ceame, Dilza Reis, tem bons motivos para comemorar. "Libras hoje é a segunda língua oficial do Brasil e também uma disciplina obrigatória nos cursos superiores da área de educação. Da mesma forma, os órgãos públicos são obrigados a ter um intérprete de Libras. São direitos conquistados a partir de uma luta, que não começou hoje e não pode parar", lembra a diretora. "Todos eles têm o objetivo de continuar estudando, de fazer faculdade e seguir uma carreira. Eles podem chegar onde quiserem", salienta Charlene, professora de Língua Portuguesa para surdos.

Fonte: Ascom PMPS

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade