Reprodução de tartarugas cresce 70% em Santo André


Criado em 2010, o Projeto Maré, de proteção às tartarugas marinhas, tem travado importantes batalhas na Área de Proteção Ambiental (APA) Santo Antônio, na região litorânea de Santo André, município de Santa Cruz Cabrália. A área é um importante berço de reprodução de tartarugas marinhas - protegidas por estarem ameaçadas de extinção - que, além de desovar, se alimentam na região.

Recentemente, a equipe do projeto teve resultados que classificou como ótimos, no que se refere à atual temporada reprodutiva das tartarugas marinhas, que foi de outubro de 2017 a junho de 2018. Segundo Mônica Paoletti, fundadora do projeto e coordenadora da equipe, ao todo, foram observadas 42 ocorrências reprodutivas, tendo havido a perda de apenas um ninho, devido à erosão do terreno.

A coordenadora afirmou que conseguir 41 ninhos bem sucedidos representa uma marca recorde de desovas nos últimos oito anos de monitoramento, o que representa um aumento de quase 70%. Os melhores resultados até então foram de 29 ninhos na temporada 2015/2016, e de 23 ninhos na temporada 2016/2017.
Sossego para reproduzir

A distribuição da ocorrência das desovas mostra que as tartarugas mães tendem a buscar os pontos menos frequentados, mais isolados e menos iluminados da praia para fazerem seus ninhos. Com a primeira desova tendo sido observada em 22/10/17 e a última eclosão em 08/07/18, o projeto chama a atenção para o fato de que uma praia de desova de tartarugas marinhas precisa ser respeitada como tal, pois durante a maior parte do ano estão ocorrendo movimentos das tartarugas mães e filhotes, configurando uma extensa temporada reprodutiva.

A outra boa notícia é que o projeto, que funciona por meio dos esforços de moradores e profissionais voluntários firmou uma parceria com o Village Mata Encantada, resort de Santo André comandado por Mayo e Ueli Schweizer. Diante da conscientização de que a ingestão de plásticos é uma das principais causas de morte das tartarugas marinhas, o resort suspendeu o uso de canudos plásticos em todas as suas operações, substituindo-os por canudos biodegradáveis. A iniciativa será aplicada a outros materiais plásticos. Além disso, os hóspedes poderão doar 1% do valor gasto neste resort para a sustentabilidade do Projeto Maré.

Segundo os proprietários do Village Mata Encantada essas ações socioambientais adotadas pelo empreendimento fazem o hóspede refletir sobre os problemas ambientais e aumenta o engajamento de todos em ações sustentáveis.

Sobre o Projeto Maré

As ações do projeto visam também preservar a vegetação da restinga, onde ficam os ninhos de tartarugas, e promover conscientização ambiental na comunidade. Além de Mônica Paoletti, fazem parte da equipe os moradores Vevé e Kinha Freitas (ações operacionais) e Odair Schneider (biólogo supervisor das ações). Ao longo do ano, eles recebem colaboradores eventuais e doações esporádicas, utilizadas em sustentabilidade das ações do projeto. Atualmente, contam com parceria com a Universidade Federal do sul da Bahia (UFSB), por meio das alunas Alana e Beatriz, e do professor Carlos Werner.

Apesar dos ótimos resultados reprodutivos, a atividade das tartarugas segue em risco devido à ocupação irregular da vegetação de restinga. Obstáculos na areia, circulação de veículos, eventos, ocupação imobiliária e aumento da emissão de luz noturna prejudicam o percurso dos bichos. Para minimizar os riscos, a equipe faz monitoramentos de praia pela manhã para localização das desovas, e à noite para identificação de elementos de obstáculos, cercamento e acompanhamento protetivo dos ninhos; acompanhamento das eclosões espontâneas; resgate e encaminhamento de tartarugas feridas, debilitadas ou mortas, orientação ambiental a turistas, aulas e reciclagens para as crianças e adolescentes treinamentos para funcionários de hotéis, exposição de banners e informativos em pontos estratégicos do povoado.

Doações podem ser feitas através da conta: 66330-7 (poupança), agência: 0740, Banco Itaú, em nome de Mônica Regina Moreira Paoletti, sob o CNPJ: 03084919801.


Fotos: Projeto Maré. Foto principal: tartarugas após eclosão de ovos; foto 2: ninho cercado pela equipe do projeto; foto 3: o ator Mateus Solano visita a sede do projeto, com Mônica Paoletti; foto 4: Vevé, um dos voluntários; foto 5: tartaruguinha.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade