Coral Vivo celebra 15 anos no Recife de Fora com estudantes de escolas públicas

'Educação e Turismo na Conservação’ é tema da comemoração em alto mar

Para festejar seus 15 anos, o Projeto Coral Vivo acaba de visitar, neste final de semana, o Parque Natural Municipal do Recife de Fora, em Porto Seguro. Levou como convidados 40 estudantes e professores de escolas estaduais para uma visita didática. Somente seis deles já conheciam o parque marinho, que recebe inúmeros turistas do Brasil e do exterior. Trata-se de uma das regiões de maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul.

“Escolhemos o Recife de Fora para comemorar essa data porque, além de ser o local de origem do Coral Vivo, ele é o nosso recife modelo. Nossas pesquisas científicas no parque natural envolvem atualmente doze universidades e institutos de pesquisa com o patrocínio da Petrobras, e desenvolvemos na Costa do Descobrimento também ações inter-relacionadas nas áreas de educação, políticas públicas, comunicação e sensibilização”, explica a coordenadora geral do Projeto Coral Vivo, a oceanógrafa Flávia Guebert.

Com o tema da comemoração “Educação e Turismo na Conservação”, participaram integrantes das escolas estaduais da Rede de Educação Coral Vivo: o Colégio Indígena Coroa Vermelha e o Colégio Estadual Professora Terezinha Scaramussa, de Santa Cruz Cabrália, e o Colégio Estadual Doutor Antônio Ricaldi, de Porto Seguro. Também estavam entre os convidados os alunos do curso técnico de Turismo do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, de Arraial d’Ajuda.

O estudante de Turismo José Quitério, de 22 anos, foi um dos que visitou pela primeira vez: “Foi uma experiência extraordinária. Quando mergulhei, me senti em outro mundo. Agora, quero estudar mais como são os seres do mar e como preservá-los”. Para o estudante Nelson de Jesus dos Santos, de 17 anos, a experiência ficou ainda melhor porque estava compartilhando com outros estudantes, que juntos realizam trabalho político-pedagógico de monitoramento de lixo marinho pela Rede de Educação Coral Vivo. “Isso complementou o trabalho que realizamos para a conservação marinha, abriu nossos olhos. Fiquei muito empolgado em conhecer os corais de perto e a importância de não tocar neles, de não levar para casa, não destruir. Vi peixes que eu nunca tinha visto, como o peixe-papagaio. Foi uma experiência bem empolgante junto com meus amigos, porque pudemos ficar mostrando um para o outro. Foi incrível”, conta Nelson.

A ação contou com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Porto Seguro e da Associação de Escuneiros. Nessa visita didática, o grupo foi recebido pelos voluntários do Parque Natural Municipal do Recife de Fora. A coordenadora regional de Comunicação e Sensibilização do Coral Vivo, Thais Melo, explica que a decisão desse tipo de comemoração, proporcionando a experiência de morador conhecer o Recife de Fora, foi inspirada em ação que ocorria anos atrás na região. “O falecido Zé Maria, tinha uma agência de passeios e anualmente levava os moradores, que doavam 1kg de alimento destinado a instituições de caridade. A equipe do Coral Vivo participou e percebemos como muitos moradores não têm essa oportunidade”, conta Thais. “Lá fomos super bem recebidos pelos tripulantes da escuna e pelos guias voluntários do Recife de Fora. É muito bom sentir o reconhecimento que o Coral Vivo tem pelas pessoas que trabalham no parque. É unânime na fala deles a contribuição que o Projeto teve e tem na conservação deste ambiente”, comemora.

Sobre o Projeto Coral Vivo

O Projeto Coral Vivo é patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental e trabalha com pesquisa, educação, políticas públicas, comunicação e sensibilização para a conservação e sustentabilidade socioambiental dos ambientes recifais e coralíneos do Brasil. Concebido no Museu Nacional/UFRJ, hoje é realizado por doze universidades e institutos de pesquisa. Está vinculado ao Instituto Coral Vivo, que é o coordenador executivo do Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Ambientes Coralíneos (PAN Corais). Esse documento de pactuação está sendo realizado com a coordenação geral do Cepsul/ICMBio. Além disso, o Projeto integra a Rede Biomar da Petrobras, junto com os projetos Albatroz, Baleia Jubarte, Golfinho Rotador e Tamar. As ações do Projeto Coral Vivo são viabilizadas também pelo copatrocínio do Arraial d’Ajuda Eco Parque. www.coralvivo.org.br.


Fonte: Ascom Coral Vivo

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade