Incêndio no Parna Monte Pascoal está controlado, afirma ICMBio

Incêndio começou na última quinta-feira (28) em dois pontos do Parque Nacional e Histórico do Monte Pascoal

 

No dia 05/03/19, quase uma semana após início do incêndio florestal, brigadistas do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), responsável pela administração do parque, equipe do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia e voluntários conseguiram conter as chamas no Parque Nacional e Histórico do Monte Pascoal, em Porto Seguro, no Extremo Sul da Bahia.

De acordo com o ICMBio, “as chamas se localizavam em duas porções do parque, a leste e no centro. Ventos fortes, calor intenso e a estiagem que assola a região facilitaram a propagação do incêndio”.

A assessoria de comunicação afirma que não existe mais propagação ou avanço do incêndio florestal. Após muito esforço das equipes, e com a contenção do fogo, o trabalho se concentrou na extinção dos focos por meio de combate direto realizado pelos brigadistas, abertura de linhas de controle com trator e no combate aéreo realizado com apoio da Veracel Celulose, parceira do ICMBio na região.

As informações são de que cerca de 160 pessoas estavam envolvidas nas atividades, dentre brigadistas do ICMBio (da própria unidade e do Parque Nacional do Descobrimento), do Grupo Ambientalista do Torto (GAT) e voluntários de comunidades indígenas.

A operação contou ainda com um avião air tractor, um caminhão pipa e dois tratores de esteira fornecidos pela Veracel, além das viaturas para deslocamento das equipes cedidas pelo ICMBio e pela Veracel.

Ainda não há informações oficiais sobre as causas do incêndio e a área destruída mas sabe-se que as áreas atingidas envolvem aldeias indígenas, que ocupam oito hectares, dos 22.500 hectares da reserva ambiental, criada em 1961. De acordo com O Correio, “uma das regiões onde o fogo se alastrou fica próximo ao distrito de Caraíva, na Ponta do Corumbau, muito visitada por turistas durante o Verão, sobretudo no Carnaval”.

Segundo o professor indígena Edimarcos Ponçada (foto), “a área atingida pelo fogo fica na divisa do Parque Nacional com os municípios de Itabela, Porto Seguro e Itamaraju”. Ele afirmou que a área mais devastada pertence ao território de Porto Seguro, onde estão localizadas quase 14 aldeias indígenas como Boca da Mata, Meio da Mata, Corumbauzinho, Barra Velha, Pé do Monte, Cassiana, Xandó, Cujicão e Trevo do Parque”. Além de devastar parte da Mata Atlântica e ameaçar comunidades próximas, o incêndio causou a morte de animais terrestres e aves.

Criado em 1961, o Parna e Histórico do Monte Pascoal é uma das mais importantes unidades de conservação integral do Sul baiano, onde fica situado o Monte Pascoal, primeira porção de terra brasileira avistada pela expedição de Pedro Álvares Cabral, em 1.500. Na reserva, moram aproximadamente seis mil índios da etnia pataxó.


Fontes: ICMBio, O Correio, Blog Rose Marie – Fotos: ICMBio, Ascom PMPS e internautas

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade