Lambadeira Loalwa Braz é encontrada morta carbonizada

O corpo da cantora Loalwa Braz, 63, do lendário grupo Kaoma, foi encontrado carbonizado dentro de um carro quinta-feira, 19/01/17, em local próximo de sua casa, em Bacaxá, distrito de Saquarema, Região dos Lagos no Rio de Janeiro. A polícia ainda investiga a morte.

Nascida no Rio de Janeiro, Loalwa se tornou uma das vozes mais conhecidas da lambada ao emplacar os hits “Chorando se Foi", "Dançando Lambada" e "Lambamor" com o grupo franco-brasileiro Kaoma, nos anos 1990. O Kaoma e vendeu mais de 25 milhões de discos em todo o mundo e ganhou mais de 80 discos de ouro e platina.

Loalwa cresceu em uma família musical. Seu pai era chefe de orquestra popular e sua mãe pianista clássica. A cantora ficou muito conhecida na época também em Porto Seguro, onde fazia apresentações e participava de shows e festas de lambada na cidade.

Ela também teve destaque internacional ao participar da trilha sonora de filmes na França e se apresentar em palcos como o Madison Square Garden, em Nova York, e o Paradis Latim Méridien, em Paris. Atualmente, Loalwa vivia em Saquarema, onde comandava a pousada Azur.

De acordo com Corpo de Bombeiros da região, uma equipe foi acionada para conter um incêndio no sótão da pousada às 03h50. Às 06h00, a mesma equipe atendeu outra chamada, desta vez para apagar o fogo em um carro modelo Honda Civic e um corpo foi encontrado totalmente carbonizado no banco traseiro. Somente após a perícia a polícia poderá dizer se os incêndios na casa e no carro têm relação e se foram criminosos. O caso está sendo investigado pela 124ª Delegacia de Polícia, em Saquarema. 


 

Com informações do Uol Notícias

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2018 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade