Assessor de vereador é morto a tiros em Porto Seguro

Vítima teria saído para comprar sobremesa e foi surpreendido por atiradores na porta de casa

O assessor de vereador Eduardo Nascimento, 35 anos, foi assassinado com vários tiros na noite de segunda-feira (24/12/18), em Porto Seguro. Ele foi atingido na cabeça, tórax e braço. De acordo com a Polícia Civil, a vítima tinha saído de casa de carro após a ceia de Natal para comprar uma sobremesa e, quando retornou foi surpreendido pelos atiradores na porta da residência, situada no bairro Cambolo.

Eduardo Nascimento assessorava o vereador Geraldo Couto (PHS), o Geraldo Contador, e também se apresentava como proprietário da Gráfica Collor, que na Receita Federal está registrada em nome de Allan Lima Nascimento e José Luiz Nascimento.

A Polícia Civil informou que ainda não tem informações sobre autoria ou motivação do crime. O vereador informou que trabalha com Nascimento há 6 anos, e que não tem informações sobre se ele vinha sofrendo ameaças. “Ele era uma pessoa do bem, estamos chocados com essa morte, sobretudo pela forma como ela ocorreu”, disse.

Devido ao falecimento do assessor, a Câmara de Vereadores de Porto Seguro prorrogou o prazo para inscrições de chapas candidatas à mesa diretora no biênio 2019/2020.

Com 146 mil habitantes, Porto Seguro é a quarta cidade com mais homicídios dolosos do Brasil, segundo o Atlas da Violência 2018, que registrou taxa de homicídios de 101,7 homicídios por cada 100 mil moradores, quando o índice aceitável pelas Nações Unidas é de 10 por cada 100 mil habitantes.

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, de janeiro a setembro de 2018, em Porto Seguro, ocorreram 74 homicídios dolosos, enquanto que em 2017 a quantidade de crimes desse tipo chegou a 100. Em 2016 foram 90 homicídios.


Fonte: Correio

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade