Câmara aprova licença do vice-prefeito por 30 dias

A Câmara de Vereadores aprovou, no dia 12/04/18, em votação única, o pedido de licença do vice-prefeito de Porto Seguro, Beto Nascimento, que pediu 30 dias para afastamento para cuidar de assuntos que ele chamou de “inadiáveis”. O pedido foi formalizado no dia 06/04/18, após decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) de que Cláudia Oliveira seria reconduzida ao cargo de prefeita.

Beto, que não compareceu à cerimônia de recondução, assumiu interinamente a prefeitura por cinco meses, desde novembro de 2017, quando do afastamento dela pela justiça, após denúncias de fraudes em licitações. Neste período, o vice-prefeito nomeou três secretários municipais: Finanças (Loredano Aleixo), Educação (Rowenna Britto) e Relações Institucionais (Miguel Balejo); e exonerou servidores nomeados por Cláudia.

Humberto Gattái Nascimento teve uma atuação discreta. Enquanto esteve no poder, tentou imprimir aos poucos sua forma de trabalho e pareceu relacionar-se bem com secretários e vereadores. Cogita-se, nos corredores da política que ele pretende lançar candidatura para deputado estadual, assim como alguns secretários nomeados da atual administração, como Miguel Balejo e Eriosvaldo Renovato (Transporte e Serviços Públicos).

A votação do pedido de afastamento deve-se ao fato de que, além dos 15 dias aos quais tem direito, a licença do vice-prefeito por mais uma quinzena deve ter aprovação no legislativo.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade