Amoêdo e Meirelles concentram 96% dos bens dos presidenciáveis. Veja lista


Uma das principais marcas do país, a concentração de renda chegou aos presidenciáveis. Dos R$ 834 milhões declarados em patrimônio pelos 13 candidatos a presidente, 96% estão nas mãos de apenas dois: João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB). Amoêdo informou à Justiça eleitoral possuir bens que somam R$ 425 milhões. Já Meirelles declarou R$ 377 milhões. Juntos, os dois ex-executivos de bancos totalizam R$ 802 milhões da fortuna e deixam R$ 32 milhões para seus adversários.

Os menores valores foram declarados por Guilherme Boulos (Psol) e Vera Lúcia (PSTU), R$ 15,4 mil e R$ 20 mil, respectivamente. O deputado Cabo Daciolo (Patriota), apesar de receber salário de R$ 33,7 mil, não indicou a posse de qualquer bem.

Líder nas pesquisas eleitorais, o ex-presidente Lula aparece na quarta posição no ranking patrimonial. Ele relatou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ser dono de R$ 7,9 milhões em bens. Jair Bolsonaro (PSL), que assume a ponta na ausência de Lula, declarou patrimônio de R$ 2,2 milhões. O terceiro mais rico é João Goulart Filho (PPL), com R$ 8,5 milhões. Alvaro Dias (Podemos), com R$ 2,8 milhões, Ciro Gomes (PDT), com 1,6 milhão, e Geraldo Alckmin (PSDB), com 1,3 milhão, completam a relação daqueles que têm patrimônio “milionário”. Marina Silva (Rede) disse possuir R$ 118 mil.

Veja o valor declarado por cada candidato:

JOÃO AMOÊDO (NOVO): R$ 425.066.485,46
HENRIQUE MEIRELLES (MDB): R$ 377.496.700,70
JOÃO GOULART (PPL): R$ 8.591.035,79
LULA (PT): R$ 7.987.921,57
JOSÉ MARIA EYMAEL (DC): R$ 6.135.114,71
ALVARO DIAS (PODEMOS): R$ 2.889.933,32
JAIR BOLSONARO (PSL): R$ 2.286.779,48
CIRO GOMES (PDT): R$ 1.695.203,15
GERALDO ALCKMIN (PSDB): R$ 1.379.131,70
MARINA SILVA (REDE): R$ 118.835,13
VERA LÚCIA SALGADO (PSTU): R$ 20.000
GUILHERME BOULOS (PSOL): R$ 15.416
CABO DACIOLO (PATRIOTA): Não declarou nenhum


Fonte: Congresso em Foco/Uol

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade