Inscrições para médicos e capelão da Marinha vão até 20/05

 

A Marinha do Brasil está com inscrições abertas para dois concursos públicos: o de médicos, com 79 vagas e o de capelão, que oferta uma vaga. O prazo para inscrições é até o dia 20/05/20 e a taxa para ambas as opções custa R$ 126,00. Os candidatos devem se inscrever pelo site www.ingressonamarinha.mar.mil.br, onde também pode ser encontrado o edital com todas as informações.

Vagas para médicos

As vagas são para admissão no Corpo de Saúde da Marinha. Para concorrer é necessário ser brasileiro nato, de ambos os sexos, ter menos de 36 anos de idade, no dia 01/01/20, ter concluído o curso ou estar em fase de conclusão e ter concluído a residência médica, para as vagas de medicina de âmbito regional, dentre outros requisitos previstos em edital.

As áreas de conhecimento da medicina para este ano, para o concurso de âmbito nacional, encontram-se previstas no edital. Para o concurso em âmbito regional as vagas de medicina para Salvador são: clínica médica, geriatria e psiquiatria.

Após a aprovação em todas as etapas do concurso, os alunos realizarão o Curso de Formação de Oficiais (CFO), na cidade do Rio de Janeiro, com a duração de 31 semanas, após o qual serão promovidos a 1º Tenente.

Vaga para capelão naval

A vaga de capelão é para pastor da Igreja Batista, que vai compor o Quadro de Capelães da Marinha do Brasil. Os principais requisitos, para ambos os sexos, são: ser brasileiro nato e possuir mais de 30 anos e menos de 41 anos de idade, em 01/01/20.

Os candidatos farão uma prova escrita objetiva de conhecimentos profissionais e uma redação. Se aprovados seguirão para outras fases do concurso. Aquele que for classificado em todas as etapas do processo passará por um Curso de Formação de Oficiais (CFO), com duração de 31 semanas, no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), localizado na cidade do Rio de Janeiro.

O candidato cursará como guarda-marinha, recebendo remuneração mensal, além de diversos benefícios como alimentação, uniforme, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa. Após a aprovação no curso de formação, no final de 2020, ocorrerá a nomeação a primeiro-tenente, com proventos mensais de cerca de R$11.000,00.

 


Fonte: Marinha do Brasil - DelPSeguro

Marinha abre 32 vagas para nível superior

Estão abertas, até o dia 12/04/19, as inscrições nos concursos públicos para o ingresso na Marinha do Brasil como oficial, a serem realizadas no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br, onde também pode ser encontrado o edital com todas as informações.

Para o Quadro Técnico Auxiliar da Marinha, com 25 vagas, serão selecionados candidatos de ambos os sexos, com idade inferior a 36 anos, em 01/01/20, que tenham concluído ou estejam concluindo curso superior em Ciências Biológicas, Comunicação Social, Direito, Estatística, Informática, Meteorologia, Oceanografia, Pedagogia, Psicologia, Serviço Social, Engenharia Naval e Ciências Náuticas. O valor da taxa de inscrição é de R$126,00.

Para os quadros complementares de oficiais, da Armada e dos Fuzileiros Navais, com 7 vagas, serão selecionados candidatos do sexo masculino, com idade abaixo de 29 anos, em 01/01/20, que tenham concluído ou estejam concluindo curso superior em diversas áreas da Engenharia. O valor da taxa de inscrição é de R$127,00.

Os vencimentos mensais são da ordem de R$10.000,00, após o curso de formação que é realizado no Rio de Janeiro.


Fonte: Ascom Marinha DelPSeguro

Michel Temer é preso em São Paulo pela Lava Jato

 

Mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da Justiça Federal do Rio de Janeiro

 

A Força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro prendeu, nesta quinta-feira (21/03/19), Michel Temer, ex-presidente da República. Os agentes ainda tentam cumprir um mandado contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia. Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Desde quarta-feira (20/03), a Polícia Federal (PF) tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou. Ainda não está claro a qual processo se referem os mandados contra Temer e Moreira Franco.

O ex-presidente Michel Temer responde a dez inquéritos. Cinco deles tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF), pois foram abertos à época em que o emedebista era presidente da República e foram encaminhados à primeira instância depois que ele deixou o cargo. Os outros cinco foram autorizados pelo ministro Luís Roberto Barroso em 2019, quando Temer já não tinha mais foro privilegiado. Por isso, assim que deu a autorização, o ministro enviou os inquéritos para a primeira instância.

Entre outras investigações, Temer é um dos alvos da Lava Jato do Rio. O caso, que está com o juiz Marcelo Bretas, trata das denúncias do delator José Antunes Sobrinho, dono da Engevix. O empresário disse à Polícia Federal que pagou R$ 1 milhão em propina, a pedido do coronel João Baptista Lima Filho (amigo de Temer), do ex-ministro Moreira Franco e com o conhecimento do presidente Michel Temer. A Engevix fechou um contrato em um projeto da usina de Angra 3.

Michel Temer (MDB) foi o 37º presidente da República do Brasil. Ele assumiu o cargo em 31/08/16, após o impeachment de Dilma Rousseff, e ficou até o final do mandato, encerrado em dezembro do ano passado. Eleito vice-presidente na chapa de Dilma duas vezes consecutivas, Temer chegou a ser o coordenador político da presidente, mas os dois se distanciaram logo no começo do segundo mandato.

Formado em direito, Temer começou a carreira pública nos anos 1960, quando assumiu cargos no governo estadual de São Paulo. Ao final da ditadura, na década de 1980, foi deputado constituinte e, alguns anos depois, foi eleito deputado federal quatro vezes seguidas. Chegou a ser presidente do PMDB por 15 anos.


Fonte: G1 - Foto: Antônio Cruz

 

Ministério da Saúde inicia campanha contra tuberculose

O Ministério da Saúde lançou no dia 24/03/19 a campanha publicitária chamando a atenção para a importância de observar os sintomas da tuberculose. A campanha é voltada principalmente para homens entre 25 e 40 anos, os mais afetados pela tuberculose. Com um slogan “com o apoio de todos, vamos acabar com a tuberculose”, a campanha alerta para o diagnóstico precoce e o tratamento sem interrupção, essenciais para a cura da doença.

A tuberculose é um desafio para os países. Em 2017, estima-se que 10 milhões de pessoas adoeceram por tuberculose e que a doença tenha causado 1,3 milhão de óbitos, o que a mantém entre as 10 principais causas de morte no planeta. A incidência da doença foi 34,8 casos por 100 mil habitantes. Em 2017, dados apontam 4.534 óbitos por tuberculose, resultando em um coeficiente de mortalidade de 2,2 óbitos/100 mil habitantes.

O Brasil atingiu as Metas dos Objetivos do Milênio (ODM) de combate à tuberculose, que previa reduzir, até 2015, o coeficiente de incidência e de mortalidade da doença em 50% quando comparado com os resultados de 1990. Em 2018, foram registrados 72,8 mil casos novos no país.

Apesar de ter avançado, o brasileiro deve ficar sempre alerta, como afirma Denise Arakaki, coordenadora do Programa Nacional de Controle da Tuberculose do Ministério da Saúde. “Começar o quanto antes o tratamento, que é garantido gratuitamente nas unidades públicas de saúde, e mantê-lo até o final é essencial para atingir a cura da doença”, afirma Arakaki. 

Para intensificar os esforços no combate à doença, o Ministério da Saúde lançou, em 2017, o Plano Nacional pelo Fim da Tuberculose, para cumprir o compromisso com a OMS de acabar com a tuberculose como um problema de saúde pública. O plano apoia as três esferas de governo na identificação de estratégias para reduzir a incidência para menos de 10 casos por 100 mil habitantes e as mortes para menos de 1 óbito por 100 mil habitantes até 2035.

Prevenção à tuberculose

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece tratamento para a tuberculose sensível e resistente, além do tratamento da infecção latente pelo Mycobacterium tuberculosis, com uma variedade de medicamentos. Para as crianças, a principal maneira de prevenir as formas graves da tuberculose é com a vacina BCG também ofertada no SUS.

Outra forma é identificar a “infecção latente pelo Mycobacterium tuberculosis” em pessoas que tiveram contato com alguém com tuberculose. Neste caso, é necessário procurar uma unidade de saúde, já que, pessoas que possuem o bacilo recebem medicamentos para prevenir o adoecimento.


Fonte: Agência Saúde

Marinha abre 54 vagas para engenheiros

Estão abertas, até o dia 01/04/19, as inscrições para o Concurso Público do Corpo de Engenheiros da Marinha. São 54 vagas destinadas a candidatos de ambos os sexos, que tenham menos de 36 anos, referidos ao dia 01/01/20, e que já tenham concluído o curso ou estejam em fase de conclusão.

A inscrição é feita no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br, onde também poderá ser encontrado o edital, com todas as informações. O valor da taxa de inscrição é de R$126,00.

As oportunidades são para Arquitetura e Urbanismo (2), Engenharia Cartográfica (2), Engenharia Civil (5), Engenharia de Materiais (2), Engenharia de Produção (3), Engenharia de Sistemas de Computação (3), Engenharia de Telecomunicações (3), Engenharia Elétrica (7), Engenharia Eletrônica (5), Engenharia Mecânica (11), Engenharia Mecatrônica (2), Engenharia Naval (6) e Engenharia Química (3).

Os candidatos realizarão provas escritas objetivas, discursiva de conhecimentos profissionais e etapas complementares como inspeção de saúde, teste de aptidão física e outros.

Os aprovados em todas as etapas farão o Curso de Formação de Oficiais (CFO) no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), na cidade do Rio de Janeiro. Ao serem aprovados, no final de 2020, os militares serão nomeados Oficiais da Marinha do Brasil no posto de Primeiro-Tenente.


Fonte: Ascom Marinha do Brasil 

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade