Mapa turístico 2017
Fisio

Banda Virou Bahia emplaca sucesso e lança primeiro CD autoral

A banda Virou Bahia foi criada em 2013 e vem se destacando no cenário musical com apresentações em eventos diversos, inclusive com a participação especial de estrelas da música baiana, como o cantor Saulo e Felipe Pezzoni, da Banda Eva. No rastro do sucesso, a banda lançou recentemente o seu primeiro CD autoral, intitulado “Sonhos Amores Canções”, após três CDs promocionais.

Natural de Salvador, mas criado em Porto Seguro, o vocalista Gabriel Brito, de 20 anos, é filho do conhecido empresário da noite, Carlinhos Bombordo e cresceu acompanhando as apresentações de grupos musicais na casa de shows Bombordo, uma das mais tradicionais da cidade. “Foi a minha maior inspiração, onde subi num palco pela primeira vez, o meu primeiro emprego, onde fui DJ e aprendi a cantar. Foi uma vivência muito positiva e também uma transição. Conheci muitos amigos, foi a minha grande escola”, resume.

Gabriel conta que desde a infância aprecia estilos como Bossa Nova e a MPB, embora tenha um gosto musical eclético. Por isso mesmo, procura escutar os mais variados gêneros, incluindo MPB, mas também o suingue, funk americano, música africana e baiana, sertanejo, reggae, gospel, entre outros. “O sentimento é os mais importante. Eu toco música percussiva baiana, mas passeamos também pelo forró, samba, música de Carnaval, uma mistura de ritmos”, define.

A versatilidade da banda Virou Bahia se reflete também nos diversos palcos por onde já passou, atingindo e agradando públicos cada vez maiores, em Porto Seguro e também em outros estados, como Minas Gerais e Espírito Santo. A agenda também vai bem, obrigado, com dois, três shows toda semana.  “Tocamos em carnavais, micaretas, mas também em eventos como casamentos, que é um mercado que está crescendo bastante. nossos shows têm atingindo públicos cada vez maiores, demonstrando que as pessoas têm abraçado o trabalho da banda”.

Carreira profissional

São frutos de um projeto de trabalho profissional que começam a ser colhidos. “Tive um encontro em Salvador com meu irmão e discutimos a possibilidade de criar uma banda. Ele entraria com a parte mercadológica, já que é formado em Marketing, e eu com a música. Aí veio o ensejo de ter uma carreira. A música me escolheu”, lembra. Juntos, começaram então a arquitetar, chamaram alguns amigos e o projeto foi sendo tocado com calma, até chegar ao que é hoje. “A estreia se deu no dia 13/06/2013, quando lançamos um CD promocional com músicas da Bahia, sertanejo e pop”.

As canções autorais começaram então a surgir e nos três primeiros CDs foram inseridas as músicas “Morena da Ribeira” e “Massa”, compostas por Gabriel. “Até o terceiro disco promocional, não estávamos seguros de algo concreto e aí chegamos ao disco ‘Sonhos Amores Canções’, com 13 músicas autorais, sendo uma minha, duas de parcerias com amigos e uma com Tiago Makula, tecladista da banda, com participações de Saulo e Felipe Pezzoni”. Foi inaugurado assim um novo capítulo na história da banda. “Fora a satisfação de compor, eu amadureci e virei uma página na vida”, conta.

Parceria com Saulo

Sobre o cantor Saulo, o vocalista afirma que é seu grande admirador, além de amigo e parceiro musical. “É um cara especial, que me abriu portas e que sempre me falou que sou uma pessoa iluminada. Eu era fã dele desde criança, ia a seus shows e em festas na cidade e em algum momento ele me descobriu. O Saulo conheceu o meu CD e se amarrou. É uma pessoa muito positiva. A gente se gosta muito e se admira bastante. Quando ele se apresenta e eu estou perto, ele me chama e cantamos juntos. Já cantei em shows dele aqui e em Belo Horizonte”.

Gabriel revela que seus planos para o futuro incluem continuar fazendo músicas, mas também estar atento aos problemas do mundo. “A falta de reciprocidade e o egoísmo são muito grandes hoje em dia. Não podemos olhar só para o próprio umbigo. Preocupo-me muito com e energia do futuro. As pessoas se perderam, estão deixando o amor de lado”, diz, ressaltando que quer, sim, ganhar dinheiro com o seu trabalho, mas não pretende estar alheio à realidade à sua volta. “É claro que preciso pagar as minhas contas e penso em ter prosperidade com a banda, escrevendo mais músicas. A música para mim representa tudo, depois de Deus. É o que traz o meu sustento, meu caráter, a disciplina e o que me dá coragem e leveza para continuar vivendo”, ensina.

A Banda Virou Bahia é formada pelos seguintes integrantes: Gabriel Brito, Tiago Makula, Ozeias Brito, Peu Souza, Jobson Silva, Weliton Júnior, Nino Brown e Kaká de Souza.

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados