Mapa turístico 2017
Fisio

UESC acolhe 20 jovens do programa Primeiro Emprego

Quarenta e dois jovens contemplados pelo programa Primeiro Emprego participaram, dia 20/01/17, na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) de um Seminário Integrado de Acolhimento do Primeiro Emprego. Trata-se de jovens formados em diversas áreas técnicas pela rede estadual de Educação Profissional, que estão conquistando uma vaga no mercado de trabalho através do programa Primeiro Emprego, do Governo do Estado da Bahia. A iniciativa envolve jovens que concluíram cursos técnicos de nível médio nas cidades de Ilhéus e Itabuna, na região Sul da Bahia.

O seminário foi aberto com a presença do vice-reitor Evandro Sena Freire, do pró-reitor de Administração, prof. Elson Cedro Mira, da coordenadora de Recursos Humanos da UESC (CDRH), Adelina Prado, e mais Ana Gleise Souza, coordenadora do programa na Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) e o major PM Ademilson Reis, representando a Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Eles destacaram a dimensão social do programa implementado pelo Governo do Estado, o leque de oportunidades aberto à ascensão profissional de cada um dos jovens e o prazer de acolhê-los e contribuir para que continuem o seu aprimoramento profissional.
Vinte e um desses técnicos formados pela rede estadual começam a trabalhar na UESC, 14 nas escolas estaduais e no Núcleo Regional de Educação (NRE 5), em Itabuna, e sete em setores ligados à Secretaria de Segurança Pública do Estado. Na cerimônia de abertura do evento, foi assinado o Termo de Anuência entre a UESC e a FLEM para a execução do programa. Foram convocados este ano, em todo o estado, 383 jovens, sendo que 117 já estão trabalhando e 63, do total, estão locados na Secretaria de Educação do Estado da Bahia. Ana Gleise disse que a meta do programa é preencher 4,5 mil vagas, inclusive em parceria com a iniciativa privada, até setembro deste ano. 
A meta do programa Primeiro Emprego, até 2018, é oferecer um total de 9 mil vagas. De acordo com a coordenadora do programa na Fundação, os técnicos terão todos os direitos trabalhistas garantidos. Além da bolsa de um salário mínimo, carteira assinada, ticket-refeição, vale-transporte e, caso tenham interesse, podem se associar ao Planserv (Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais). No estado, o contrato tem duração de 24 meses.


Fonte: Assessoria de Comunicação

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados