Mapa turístico 2017
Fisio

Prefeitura de Guaratinga negocia dívidas com professores

Depois de varias reuniões com debates e negociações sobre o pagamento dos servidores públicos da Educação, referente ao mês de dezembro de 2016, deixado em atraso pelo ex-gestor Kenoel Viana, a atual prefeita Christine Pinto, firmou, no dia 20/02/17, um compromisso junto à coordenação sindical da APLB, que garante a quitação da divida do município.

Segundo a APLB, além de dezembro de 2016, outras demandas dos professores também serão atendidas com o pagamento retroativo do reajuste do piso salarial de 7,64% a todos os profissionais da Educação, bem como, a atualização do novo piso nos próximos pagamentos e o complemento salarial aos profissionais com regime de desdobramento, que não tinham recebido corretamente o seus proventos referente ao 1/3 de férias.

Como as propostas dos sindicalistas foram aceitas pela prefeita, ficou certo que o pagamento do mês de dezembro de 2016 dos 60% vai ser pago em 12 vezes, sendo que serão pagas seis parcelas dentro do ano de 2017 e outras seis no ano de 2018, obedecendo aos critérios formulados pelo sindicato, que terá que pagar por grupos de funcionários. Já os funcionários dos 40% da folha, receberão integralmente os seus pagamentos em atraso junto com os proventos do mês de fevereiro de 17.

Ainda segundo a APLB, o reajuste do piso que não havia sido pago, pois estava em fase de análise pelo jurídico da prefeitura, será normalizado ainda em fevereiro e o retroativo de janeiro 2017 será pago em março, normalizando a situação. “Quanto aos pagamentos de alguns funcionários com regime de desdobramento, referente ao mês de janeiro, que tiveram falhas nos salários, estes serão complementados também no pagamento do mês de fevereiro de 17”, diz a nota divulgada pelo sindicato dos professores, salientando que a prefeita justificou que a falha no pagamento desses servidores se deu por conta de um erro na folha encaminhada ao banco.

Ainda durante o encontro, a gestora entregou nas mãos do coordenador Orlandi Pereira cópia da folha de pagamento salarial da Educação referente ao mês de janeiro de 2017, o que foi considerado pelo coordenador como sendo mais uma conquista para a categoria.


Fonte: Ascom da APLB Sindicato

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados