Mapa turístico 2017
Fisio

Governo afirma que segurança dos Jogos Rio 2016 está garantida

A liberação de vistos para estrangeiros para os Jogos Olímpicos, sancionada pela presidenta Dilma Rousseff, não trará riscos à segurança do País, garantiu o secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, Andrei Rodrigues. "Não traz nenhum impacto negativo para a segurança", assegurou a representantes de 78 países que participaram da apresentação sobre segurança dos Jogos Olímpicos de 2016.

A Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, por sua vez, garantiu que o País está preparado para garantir a segurança dos Jogos. "Foi a melhor das Copas e será o melhor dos Jogos. Temos condições de fazer isso."

"Vemos com bons olhos essa abertura, feita de maneira adequada e tranquila", disse Rodrigues. O secretário acrescentou que a medida precisa ser regulamentada pelos ministérios do Turismo, Justiça e Relações Exteriores e que a liberação não deve valer para todos os países. Ele lembrou que, durante a Copa do Mundo, países com liberação de visto, como a Argentina, tiveram cidadãos barrados na fronteira, o que também ocorreu com pessoas que tinham visto para entrar, como um torcedor dos Estados Unidos.

O planejamento da segurança conta com 85 mil agentes, sendo 47 mil das forças de segurança pública e ordenamento urbano e 38 mil das Forças Armadas. Somente o Ministério da Justiça investirá R$ 350 milhões na compra de equipamentos de proteção individual, ferramentas de treinamento e capacitação das forças de segurança. Desde a Copa das Confederações, em 2013, o ministério já investiu R$ 1,1 bilhão em segurança.

Andrei Rodrigues destacou que os jogos do Rio serão os primeiros a contar com um centro de segurança exclusivo de combate ao terrorismo, o Centro Integrado Antiterrorismo. O secretário destacou que não será necessário modificar o planejamento já previsto, mas alertou que haverá cooperação com outras nações durante os Jogos Olímpicos Rio 2016.

"A cooperação será acentuada com a França e com outros países", informou Andrei a representantes de 78 países que participaram da apresentação sobre segurança dos Jogos Olímpicos de 2016. "Isso não é mudança de planos. Apenas se acentua, por exemplo, em relação à Copa do Mundo. Temos mais gente trabalhando com foco específico no combate ao terrorismo."

Regina Miki disse também que há 20 anos o Brasil tem agentes treinados para combate ao terrorismo, com um centro dedicado ao tema na Polícia Federal. "Esse contato [com agentes estrangeiros] já existe há 20 anos. Temos agentes e delegados capacitados para atuar."

Considerado o primeiro grande evento para apresentação do esquema de segurança, o briefing abordou temas como enfrentamento de terrorismo, segurança nas instalações olímpicas, operações aeroportuárias e policiamento de pontos estratégicos.


Fonte: Agência Brasil

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados