Mapa turístico 2017
Fisio

Tocha olímpica passa em Porto Seguro dia 19 de maio

 

 

 

A Tocha Olímpica, símbolo máximo da maior competição esportiva do planeta, vai estar em Porto Seguro no dia 19/05/16. A viagem do fogo começa no início de maio/16, na Grécia, chega dia 03 de maio (exatos 100 dias antes dos Jogos), em Brasília, percorre 300 cidades brasileiras até a cerimônia de abertura no Rio de Janeiro, no dia 05 de agosto. Porto Seguro será a 16ª cidade do roteiro onde a tocha vai pernoitar. A organização do evento na cidade está a cargo da prefeitura.
Na Bahia, a tocha passará por Salvador, Camamu, Capim Grosso, Eunápolis, Feira de Santana, Ibicaraí, Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Itamaraju, Itambé, Itapebi, Itapetinga, Itororó, Itubera, Jaguarari, Juazeiro, Paulo Afonso, Porto Seguro, Riachão Jacuípe, Santa Cruz Cabrália, Senhor do Bonfim, Sobradinho, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista.
A definição da data aconteceu durante o 4º Encontro dos Prefeitos da Bahia, dia 17/09, no Hotel Gallé, em Guarajuba, no litoral Norte do Estado, com a presença do Ministro do Esporte, representantes da Secretaria Estadual do Esporte, do Ministério do Turismo, do presidente da União dos Municípios da Bahia, além da equipe de segurança e do Gabinete da presidente da República, Dilma Rousseff.
O Ministério do Esporte anunciou o apoio aos municípios contemplados para o revezamento como Cidade Celebração e o Ministério do Turismo noticiou sua parceria com a contratação dos grandes shows, além de preparar material publicitário específico. O próximo encontro acontece dia 7/10, em Brasília.
A prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira (PSD), o chefe de gabinete, Josemar Siquara; do secretário municipal do Trânsito e Serviços Públicos, Eriosvaldo Renovato Dias; também participaram de reunião com representantes do Ministério da Defesa, Exército, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Secretaria de Segurança Pública do Estado e Agência Brasileira de Informações, para tratar sobre a segurança a ser disponibilizada durante o revezamento.
O secretário estadual do Trabalho e Esporte, Álvaro Gomes, lembrou que foi formado na Bahia um Grupo de Trabalho das Olimpíadas, formado por 12 secretarias de Estado. “Além do evento da passagem da tocha, vamos sediar 10 jogos de futebol dos Jogos Olímpicos. A realização de grandes eventos esportivos no nosso estado, como o Campeonato Mundial Júnior de Luta Olímpica, realizado em julho, ajuda a criar a clima olímpico que vamos viver em 2016”.
Jornada pela paz
A jornada da tocha começa em maio de 2016, na Grécia, onde será acesa em Olímpia, cidade-berço das Olimpíadas. Depois, viaja uma semana por cidades gregas até chegar à capital Atenas. De lá, a tocha segue direto para o Brasil num avião. A chama do maior evento esportivo do mundo vai levar uma mensagem de paz, união e amizade aos quatro cantos do país.
Durante a rota do revezamento no Brasil, a tocha será carregada por cerca de 12 mil condutores, movendo-se por 19,7 mil km de rota terrestre e 8,8 mil km de rota aérea, em até 4 cidades por dia. O objetivo é alcançar o maior número possível de pessoas, aumentar a participação do povo brasileiro em torno dos jogos, contar histórias do Brasil e promover celebrações diárias.
Foram selecionados, inicialmente, 82 municípios do Brasil onde a Tocha Olímpica deverá pernoitar. Além de fazer parte da rota, cada um desses municípios vai receber um grande evento, que inclui show musical nacional e outras atrações. No processo de escolha dos condutores da tocha, a população será chamada a indicar os representantes de cada cidade do roteiro. O circuito básico da tocha foi definido baseado em critérios logísticos, turísticos e culturais.
O evento é uma parceria entre os governos federal, estaduais e municipais, Comitê Rio 2016 e comunidade. O Comitê Rio 2016 organiza e faz a promoção nacional do evento. A segurança da Tocha, dos condutores e do Comboio fica por conta do governo federal. Já a cidade que recebe a Tocha se compromete a encabeçar força-tarefa para o planejamento, segurança, gestão do tráfego e de resíduos, serviços de suporte, realização da Cerimônia de Celebração e promoção local do revezamento.
Jogos Olímpicos 2016
Serão realizados de 5 a 21 de agosto de 2016, no Rio de Janeiro. A escolha foi feita durante a 121ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional, em Copenhague, na Dinamarca, em 2 de outubro de 2009. As Paraolimpíadas acontecem de 7 a 18 de setembro. O Maracanã receberá as cerimônias de abertura e de encerramento.
Será a primeira vez que os Jogos Olímpicos serão sediados na América do Sul e a segunda vez na América Latina, depois da Cidade do México-1968. Haverá a disputa de 42 modalidades, duas a mais em relação aos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres. O Comitê Executivo do COI sugeriu as inclusões do rugby sevens e do golfe, que foram aprovados.
Tocha olímpica nos Jogos da Antiguidade
As lendas dos povos antigos afirmam que o fogo foi enviado dos céus como dádiva divina. Na mitologia grega, Prometeu roubou o fogo dos deuses no monte Olimpo e o ofereceu aos humanos. O fogo era tão importante que, em algumas sociedades, mantinha-se acesa uma chama perpétua. Na Grécia, muitas casas tinham uma lareira sagrada, que representava a vida ou o espírito das pessoas.
Na Grécia Antiga, uma tocha viajava para anunciar que os Jogos estavam chegando e as guerras deveriam cessar. Os Jogos Olímpicos originais destinavam-se a atiçar as chamas da adoração. Surgiram como festividades religiosas em honra a Zeus, supremo entre os deuses do Olimpo. Foram realizados a cada quatro anos, de 776 a.C. a 394 d.C., quando o imperador romano Teodósio decretou que “as festividades pagãs deviam cessar". A Grécia, que na época fazia parte do Império Romano, obedeceu.
Tocha olímpica na era moderna
A prática moderna de mover a tocha olímpica por meio de um sistema de revezamento desde Olímpia, na Grécia, até o local dos Jogos começou na edição de Berlim, em 1936. Embora na maior parte do tempo a tocha seja levada por alguém correndo, ela tem sido transportada de várias formas. Viajou de barco em 1948 para cruzar o Canal da Macha e foi levada de avião pela primeira vez em 1952, quando chegou a Helsinque. Acender a pira olímpica depois do revezamento da tocha tem sido um dos eventos mais emocionantes dos Jogos Olímpicos.
A cada edição, tenta-se acender a pira olímpica de maneiras mais belas e originais. Na cerimônia de abertura dos Jogos de 1992, em Barcelona, os espanhóis resolveram inovar. Um arqueiro disparou uma flecha com o fogo olímpico para acender a pira. Mas a filmagem de um cinegrafista amador revelou a farsa: a flecha passou por cima da pira, que foi acesa por um dispositivo automático.

 

 

 

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados