Mapa turístico 2017
Fisio

Estudos apresentam monitoramento em microbacias da Veracel

Buscando entender os efeitos do manejo florestal sobre a qualidade e vazão da água, o Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais (IPEF), no âmbito do Programa Cooperativo de Monitoramento de Bacias Hidrográficas (PROMAB), conduz um trabalho de monitoramento permanente em 21 microbacias experimentais em todo o Brasil, sendo dois deles na Veracel. Em outubro, o coordenador técnico do PROMAB, Arthur Vrechi, esteve na Veracel para apresentar os resultados do último ano hídrico (mar/2014 a mar/2015), sendo também este, o décimo ano de monitoramento nas áreas da Veracel.  

Desde 2005, quando a Veracel Celulose integrou o programa com uma microbacia localizada em área de plantio florestal - no projeto Peroba II - e outra na RPPN Estação Veracel, os valores de precipitação pluviométrica, nível e a qualidade da água de superfície e também do lençol freático são monitoradas de forma constante.  A metodologia utilizada na seleção dos pontos de monitoramento permite a comparação do comportamento hidrológico entre as duas microbacias sendo que, segundo o pesquisador, os dados coletados nos últimos 10 anos mostram uma similaridade entre as microbacias experimentais. “Ao longo destes dez anos, houve pouco desvio na produção de água e também na qualidade”, salientou o pesquisador, informando ainda que o comportamento hidrológico da microbacia da floresta de eucalipto é muito similar ao da floresta nativa. Ainda de acordo com Vrechi, é importante que seja realizado o monitoramento em uma área de mata nativa para que se possa entender a dinâmica da água em um ambiente no seu estado original. "A floresta nativa serve para que possamos ter uma referência em nosso comparativo”, explicou Vrechi, destacando ainda que este tipo de estudo é importante para que a Veracel possa buscar melhorias em seu  manejo florestal levando em consideração a preocupação com o meio ambiente, já que os resultados qualificam o manejo florestal empregado pela Veracel como ambientalmente adequado, o que é muito importante para a empresa e a região.

MAIS MONITORAMENTO, MAIS PRESERVAÇÃO – Buscando aprofundar os estudos, a Veracel e o PROMAB/IPEF estão em processo de instalação de mais dois pontos de monitoramento. O pesquisador explica que estes novos pontos – um numa área de floresta plantada e outro de floresta nativa – serão instalados mais a oeste das áreas da Veracel, onde a precipitação pluviométrica é um pouco menor e o relevo diferenciado. Para Vrechi, esses dois novos pontos de monitoramento ajudarão a entender outro ambiente onde a Veracel também tem áreas de plantio. “Esses monitoramentos possibilitam que a área de pesquisa e manejo da empresa adote práticas cada vez mais conservadoristas”, concluiu.

 Saiba mais sobre o PROMAB - http://www.ipef.br/promab/

 ASCOM/Veracel 

 

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Site desenvolvido em Software Livre
Jornal do Sol | Todos os Direitos Reservados