Urna eletrônica: 25 anos depois...

 

Foi-se o tempo em que, de posse da caneta dentro de um cubículo de papelão, o eleitor sentia-se livre para manifestar suas fantasias eleitorais. Então, ciente de que só um santo concebe um milagre e que é impossível a presença de um político metafísico neste mundo, o cidadão não titubeava em rabiscar a cédula: “Deus para presidente!”. Isso, quando, não chateado pela consumação de um feriado sem graça, mandava todos os postulantes - a qualquer cargo - para um lugar comum, menos para os palácios de governo. E, quando confuso com tantos números a decorar, mandava um “Deus salve o país!”. É evidente que a implantação da urna eletrônica há 25 anos não foge à democracia. Tem-se o direito ao voto - agora pelo teclado - ou à justificativa da ausência dele, mas a máquina cheia de números suprime, de certa forma, a liberdade de pegar numa caneta e opinar no papel sobre a postura de um candidato. Mandar alguém para Brasília, democraticamente, ou para o Afeganistão, discretamente.

Bodas de prata

Nos 25 anos da urna eletrônica completados ontem, o TSE deixou recado entrelinhas, no seu portal, ao presidente Bolsonaro: de que voto impresso já era.

 

Lembrete

Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF e hoje advogado, ainda está filiado ao PSB – que rachou por ora entre candidatura própria ou apoio a Lula da Silva.

 

Troca de boton

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, vai trocar o PSD pelo Progressistas. Para não ser expulso do DEM, o deputado Luiz Miranda está correndo para o Republicanos.

 

Menin na FM...

A Rádio Itatiaia, a mais tradicional de Minas Gerais (BH e mais três cidades), comprada pelo empresário Rubens Menin (MRV), é tão poderosa na audiência que ajudou a eleger um senador, dois deputados federais e dois vereadores só nas últimas eleições. É até apelidada de PRI: Partido da Rádio Itatiaia.

... e no D’oro

O empreiteiro, também controlador da CNN Brasil, que ficou bilionário construindo casas e prédios populares, repetiu em Portugal o investimento de brasileiros amantes do bom vinho: adquiriu 50 hectares de uma centenária vinícula às margens do Rio D’Oro.

 

Mistério

É um mistério até hoje no Palácio. Nem a Secom soube responder, tampouco a agenda presidencial ditou seu perfil, como praxe para outros visitantes: ninguém sabe quem é Mariza Almeida de Souza Mendonça, que teve reunião com o presidente há três semanas, cuja pauta não foi divulgada.

 

Meus inimigos

Em visita a Maceió ontem, o presidente Jair Bolsonaro deixou claro que colocará a máquina do Governo a favor dos adversários do senador Renan Calheiros até as eleições do ano que vem. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, o senador Fernando Collor e o prefeito de Maceió, JHC, estão na lista de prioridades.

 

Cerco...

Em meio à CPI da Covid, a tropa de choque de Bolsonaro na Câmara volta suas armas para o governador gaúcho Eduardo Leite, um dos pré-candidatos do PSDB à presidência da República. Na Comissão de Seguridade Social e Familia, entrou em pauta ontem um pedido do deputado bolsonarista Bibo Nunes (PSL-RS) para que a Comissão e TCU fiscalizem os recursos federais destinados à pandemia naquele estado.

... a adversários

Relator do mesmo partido e Estado do governador, Lucas Redecker (PSDB/RS) deu parecer pelo requerimento. Mas Uldorico (PROS-BA) e Benedita da Silva (PT-RJ) pedirem vistas e tiraram o assunto da pauta por pelo menos duas semanas.

 

Contas públicas

O Índice de Gestão Municipal Aquila, ferramenta de big data, aponta que 23% dos municípios brasileiros apresentam déficit fiscal em suas contas. Além disso, 61 cidades apresentam endividamento com comprometimento superior a um ano fiscal completo. O IGMA contempla 39 indicadores públicos de todos os 5.570 municípios brasileiros.

 

ESPLANADEIRA

# Locaweb Digital Conference acontece em nos dias 26 e 27. # Costão do Santinho Resort apresenta projeto de turismo de aventura para consumidores. # Mercado Livre abre inscrições para 3º edição do Empreender com Impacto. # 7ª Olimpíada de Língua Portuguesa, do Itaú Social, tem prazo de inscrições ampliado para dia 20.


Brasília, quinta-feira, 13 de maio de 2021 - nº 3089

Leandro Mazzini, com Walmor Parente (Brasília/DF), Beth Paiva (RJ) e Henrique Barbosa (PE) - ©® 2011 – 2021. Coluna Esplanada - Todos os direitos reservados

Imagem ilustrativa

MATÉRIAS RELACIONADAS

Brasileiros se vacinam nos EUA

Lula à procura de um vice

Panda amazônico vem com força

Fuga de ex-ministros da Bolívia

Bola murcha brasileira nas vésperas da Olimpíada de Tóquio

Brasileiros se vacinam nos EUA

Milhares de brasileiros com residência na Flórida e outros Estados norte-americanos já foram vacinados lá, de diferentes idades – desde adolescentes até idosos. Alguns deles possuem o green card e viajaram recentemente para Estados Unidos e foram vacinados com as doses da Pfizer da da Jansen, dois laboratórios renomados do país. Outros empresários preparam a viagem em família. Os grupos aproveitam para passar temporada em férias ou em home office. E multinacionais americanas passaram a pagar viagens para centenas de funcionários estrangeiros residentes no Brasil, para se vacinarem nos EUA. A Coluna apurou que fundos de private equity pagam a viagem de funcionários como “prêmio”.

Mandarim na praça

Por falar em estrangeiros no Brasil, os chineses já controlam todo o mercado popular da Saara no Centro do Rio de Janeiro.

 

Festa na floresta

É notório e complacente o silêncio do Ministério das Comunicações sobre a entrada da tecnologia chinesa em detrimento da nacional (mais barata) no Programa Amazônia Conectada.

 

Regra é regra

Lembram da senhora ‘esquecida’ que apareceu após o prazo de resgate da Caixa com o bilhete premiado da Mega da Virada? Perdeu mesmo o prêmio de R$ 162 milhões.

Ganho & retorno

Por falar em loterias da Caixa, elas arrecadaram R$ 3,8 bilhões apenas no 1º trimestre deste ano – e repassaram R$ 1,9 bilhão aos programas sociais.

 

A volta 2.0

Renato Naegele, novo diretor de agronegócio do BB, que já foi do marketing do banco nas Eras PSDB e PT (no meio do mensalão), foi apadrinhado por um consórcio de políticos ruralistas suprapartidários. O publicitário era próximo da turma que se enrolou no com o mensalão.

 

Yankee sem-vergonha

Por essa nem a União esperava. A AGU conseguiu derrubar na Justiça dos Estados Unidos (Comarca de Columbia, em Washington) uma ação de um cidadão norte-americano preso por tráfico e extraditado do Rio de Janeiro para lá em 1992. Ele queria, acreditem, US$ 300 bilhões em indenização por danos morais e físicos.

What?!

O sujeito alegou, sem provas no processo, que foi torturado pela polícia aqui e que implataram-lhe – acredite, também – um chip na cabeça para monitorar seus pensamentos.  Tortura e extorsão contra presos no Brasil, não se pode duvidar mesmo. Mas ele perdeu a razão ao falar do chip. Nem a NASA tem isso.

 

Risco e dever

Causou surpresa entre autoridades de segurança do Rio a posição da Defensoria Pública Geral do Rio de Janeiro, que recomenda suspensão de uma operação em caso de morte de policial. A ideia é humanitária. Mas para a PM e PC, o bandido, nesta interpretação, vai para o confronto.

 

Conselheiro

Um dos principais assessores e conselheiros da ministra Damares Alves (MDH), o advogado Paulo Fernando Melo foi exonerado e volta à Câmara dos Deputados como assessor do PTB em posto estratégico para auxiliar nas pautas governsitas.

 

Bolso do cidadão

O consumo em restaurantes, bares, lanchonetes e padarias registrou queda de 34,2% em março de 2021, em comparação com o mesmo período de 2019, apontam os índices da FIPE em parceria com a Alelo. Enquanto os supermercados continuam apresentando números positivos, com aumento de 7,3% no valor gasto do consumidor. 

 

Brasil-Caribe

Brasília ganhou a Câmara de Comércio Brasil & República Dominicana, presidida pelo advogado e empreendedor João Paulo Todde.

 

ESPLANADEIRA

# Encontro Búzios Love acontece presencial amanhã, com protocolos de segurança, no Rio de Janeiro. # Paulo Bretas lança livro 'Meditações', dia 15, no 1º Salon International du Livre et de la Culture de Geneve, na Suíça. # MeetUp#5, da École Intuit Lab, sobre design gráfico, acontece hoje online, com participação do escritor Leopoldo Leal.  # Abrig realiza hoje webinar sobre atuação das mulheres nas áreas de RIG e de compliance no Brasil. # A Zestt, de softwares de gestão com desenvolvedores no Brasil e Vale do Silício, lança este mês o Zestt Clinic.


Brasília, quinta-feira, 13 de maio de 2021 - nº 3089

Leandro Mazzini, com Walmor Parente (Brasília/DF), Beth Paiva (RJ) e Henrique Barbosa (PE) - ©® 2011 – 2021. Coluna Esplanada - Todos os direitos reservados

Imagem ilustrativa: Olhar Digital

MATÉRIAS RELACIONADAS

Lula à procura de um vice

Panda amazônico vem com força

Fuga de ex-ministros da Bolívia

Bola murcha brasileira nas vésperas da Olimpíada de Tóquio

Cresce pressão para votação do PL sobre piso salarial da enfermagem

Panda amazônico vem com força

Os chineses estão vencendo o lobby na Esplanada para emplacar seus produtos no milionário programa da Amazônia Conectada, hoje sob o bojo do Ministério da Defesa, e que vai alcançar em Julho 1,8 mil km de cabeamento óptico submerso na bacia amazônica para conectar ribeirinhos e diferentes órgãos. O Ministério da Comunicação, a mando do ministro Fábio Faria, criou o programa Norte Conectado, e abraçou a causa puxando para si todo o programa pioneiro da Defesa, empreendido com tecnologia nacional – com exceção dos cabos, noruegueses. Agora, os chineses devem fornecer boa parte do equipamento tecnológico, em detrimento de fornecedores brasileiros.

Êpa, êpa

Quem acompanha a entrada dos chineses na conexão política grita que o custo vai triplicar. A ANATEL já quer saber detalhes dessa operação generosa do MC.

Panda na moita

Na mesma linha, o Tribunal de Contas da União e até procuradores do Ministério Público Federal entraram de braçada nesse rio de negócios para passar a lupa.

 

Provocações

Junior do MP3, ex-candidato a vereador pelo PT em Teresina, bancou um outdoor com foto sua sendo vacinado por uma imagem de Cristo. E ao lado, imagem de diabo entrega uma hóstia de cloroquina ao presidente Bolsonaro, exibido numa foto.

 

Só no marketing

É ledo engano pensar que o presidente Bolsonaro está louco com seu perfil provocador e às vezes soberbo. Usa o marketing da locurura para tentar desviar a atenção da mídia e da população para si, dividindo espaço nas redes sociais e no noticiário com a CPI do Covid, que pode acertar em cheio sua gestão.

Script pessoal

É simples, Bolsonaro ousa criar um fato diário – até no fim de semana, por exemplo, com passeio de motocicletas em homenagem às mães, sem uma mulher em destaque sequer sobre duas rodas. E segue assim escrevendo capítulos de sua novela da vida real.

 

Doria no paredão

Com a iminente polarização entre Bolsonaro e Lula da Silva, aliados do governador tentam convencer João Dória Jr a manter o foco na reeleição para governador de São Paulo. Está difícil, diante do impasse dentro do próprio partido, o PSDB.

 

Tá feia a coisa

Estão presos na Bolívia, acusados de golpe de Estado contra o ex-presidente Evo Morales, vários políticos como a ex-presidente Janine Añez e um diretor da TV estatal na gestão dela, o jornalista Eddy Luis Franco.

 

Jogo político

O candidato a governador em 2022 na Paraíba pelo MDB será o senador Veneziano, presidente do diretório estadual. Ele vem repetindo que vai apoiar o atual governador João Azevedo (Cidadania), acalentando o seu  sonho de reeleição. Mas é blefe.

 

Rifada

A deputada federal Marília Arraes (PT-PE) comprou briga com o ex-presidente Lula quando decidiu, por conta própria, dividir o PT na disputa da 2ª secretaria da Câmara. Foi eleita com 192 votos, mas perdeu a confiança dos caciques petistas que estão a cada dia mais próximos do PSB. Lula mandou dispensá-la no estilo ‘paz e no amor’.

 

O retorno

O ex-prefeito do Recife João Paulo vai voltar para o PT, num projeto eleitoral para ser vice do futuro candidato do PSB ao Governo de Pernambuco. Já Marília Arraes pode se filiar ao PDT e dividir os votos com o neófito deputado Túlio Gadelha.

 

Sobre mãe$

Pesquisa da Zoox com residentes em 15 Estados mostra que 69% dos entrevistados disseram que presenteariam as mães no domingo. O valor máximo para o presente foi de R$100, em média, e 69% disseram que sairiam de casa, apesar das restrições.


Brasília, terça-feira, 11 de maio de 2021 - nº 3087

Leandro Mazzini, com Walmor Parente (Brasília/DF), Beth Paiva (RJ) e Henrique Barbosa (PE) - ©® 2011 – 2021. Coluna Esplanada - Todos os direitos reservados

Foto: Divulgação/MD

MATÉRIAS RELACIONADAS

Fuga de ex-ministros da Bolívia

Bola murcha brasileira nas vésperas da Olimpíada de Tóquio

Cresce pressão para votação do PL sobre piso salarial da enfermagem

Segundo pesquisa, população é favorável a ingresso no STF por meio de concurso

Pódio olímpico em praia da Costa do Descobrimento

Lula à procura de um vice

Lula da Silva está telefonando para empresários amigos do eixo Rio-São Paulo-Belo Horizonte para retomar o diálogo com o PIB nacional. Tarefa que ele deu para si mesmo. Os diálogos visam encontrar um vice para sua chapa presidencial. Numa frente, trabalha no instituto que leva seu nome em São Paulo. Em outra frente, pessoalmente ou através de aliados, articula num QG montado em Brasília na residência de um parlamentar.

 

Voltou

A coisa foi longe nesse governo Bolsonaro. Renato Naegele, ex-marqueteiro do Governo de Fernando Henrique Cardoso e de parte de Lula da Silva na primeira gestão, será o vice-presidente de Agro Negócios do Banco do Brasil.

Memória

O publicitário não foi citado no escândalo, mas era próximo da turma que se enrolou no com o mensalão do PT e dava as cartas dentro do banco como diretor de marketing.

 

O de sempre

Após a crise da saúde no Ministério em Brasília – se é que terá fim – a pasta vai para a conta do MDB. O discurso está pronto, é pela governabilidade.

 

Logo ali

Segue a novela no novo Governo da Bolívia, de Luiz Arce. Boa parte dos políticos da alta cúpula envolvida na deposição de Evo Morales está presa em La Paz. Quem não está, fugiu para o Brasil e pediu refúgio, como revelou a Coluna.

Perseguição

“Há uma perseguição sistemática de opositores como resultado do endurecimento do atual regime na Bolívia, a ponto da Igreja Católica estar sendo acusada de tramar a queda de Evo Morales”, comenta Fernando Tibúrcio, advogado brasileiro que defende ex-ministros bolivianos.

Fuga

“Pelo menos quatro ex-ministros do governo da então presidente Jeanine Áñez se encontram hoje no Brasil, com pedidos de refúgio. É fundamental que o nosso governo reconheça o status de presa política da ex-presidente, na esteira do que fez o Parlamento Europeu”, emenda Tibúrcio, que em 2017 foi condecorado pelo presidente Michel Temer com a Ordem do Rio Branco, em razão do papel que desempenhou no episódio da fuga do senador boliviano Roger Pinto Molina.

 

Da praça

Segundo o estudo da QuiteJá, que ouviu cerca de 1.030 usuários da plataforma com idades entre 18 e 60 anos, de todos os estados brasileiros, as preocupações econômicas e sanitárias impactam diretamente na expectativa de compras dos brasileiros: 25,6% dos entrevistados disseram que não iriam comprar presentes para o Dia das Mães.


Foto: pt.org

Brasília, quarta-feira, 12 de maio de 2021 - nº 3088

Leandro Mazzini, com Walmor Parente (Brasília/DF), Beth Paiva (RJ) e Henrique Barbosa (PE)

©® 2011 – 2021. Coluna Esplanada - Todos os direitos reservados

MATÉRIAS RELACIONADAS

Panda amazônico vem com força

Fuga de ex-ministros da Bolívia

Bola murcha brasileira nas vésperas da Olimpíada de Tóquio

Cresce pressão para votação do PL sobre piso salarial da enfermagem

Segundo pesquisa, população é favorável a ingresso no STF por meio de concurso

 

 

Fuga de ex-ministros da Bolívia

Cinco ex-ministros recentes da Bolívia pediram refúgio político no Brasil. Eles são egressos do governo opositor de Jeanine Añez – que assumiu após a renúncia do presidente Evo Morales, após as denúncias de fraudes nas eleições que o reelegeram para o terceiro mandato. Eles estão hospedados em hotéis e casas de amigos em Corumbá e Campo Grande (MS), em Rio Branco (AC) e Porto Velho (RO). A situação para eles, que se dizem perseguidos com novo Governo, é crítica que até o ex-ministro da Defesa Luis Fernando Lopes Julio, do Exército, fugiu para o Brasil.

Pela tangente

As ex-autoridades bolivianas já deram entrada no pedido de refúgio nas Superintendências Regionais da Polícia Federal nas capitais dos Estados onde estão.

Em Brasília

Procurado pela Coluna, o Ministério da Justiça informou que não pode revelar “eventuais pedidos ou processos de refúgio, devido ao sigilo previsto em lei”.

Memória

Evo renunciou em novembro de 2019, após pressão das Forças Armadas, e declarou que houve “golpe civil, político e policial”. A OEA apontou indícios de fraude na reeleição.

Reviravolta

O novo presidente eleito é Luiz Arce, aliado de Evo, e quer julgá-los. Os ex-ministros acusam o Governo de perseguição com argumentos de que deram golpe de Estado.

 

Capítulo 1

As portas palacianas e de gabinetes do Congresso Nacional, mesmo fechadas, deixam vazar sussurros incômodos e provocadores sobre a atuação da ministra a Flávia Arruda, a deputada neófita em Brasília que ascendeu ao piso Palaciano, na Secretaria de Governo. Para os aliados, ela se esforça. Para os críticos, ela caiu numa armadilha.

Capítulo 2

Os veteranos mais próximos do presidente Jair Bolsonaro apontam que a articulação de Flávia Arruda é fraca junto à CPI do Covid para blindar o Governo. Os mais experientes políticos indicam que ela caiu numa armadilha da vaidade ao aceitar o cargo, porque o núcleo palaciano sabia que seria inevitável a investigação. Em suma, os generais tiraram a tempo o peso das mesas e empurraram a missão para a novata. E segue a novela.

 

Sem xerife

Quem é o Secretário de Segurança do Rio de Janeiro nessa crise da operação policial no Jacarezinho? Quem é de fora do Rio se pergunta. Mas não há. O então governador Wilson Witzel extinguiu o cargo quando assumiu. Para a PM e a Civil, foi decisão acertada, porque deu mais autonomia às duas Polícias – inclusive orçamentária.  

Em tempo

Circula nas redes sociais um vídeo em que uma senhora confraterniza com bandidos numa laje, segurando duas armas de grosso calibre. Não é a mãe de um dos mortos na operação, garante a inteligência da Polícia Civil, desmentido o boato na internet.

 

Conexão no rio

O programa Amazônia Conectada vai completar em julho mais uma etapa de cabeamento de fibra óptica submersa nos rios Negro e Solimões, chegando a 1.800 km de pontos atendidos, entre escolas, aldeias, ribeirinhos e instalações militares. Com exceção dos cabos, a tecnologia é toda nacional, comemora o Ministério da Defesa.

Floresta acima

O novo trecho atendido será entre o município de Barcelos (AM) – destino internacional de turismo de pesca esportiva – e São Gabriel da Cachoeira (na famosa ‘cabeça do cachorro’, pelo desenho no mapa), onde o Exército tem forte atuação.

 

Rio eleitoral

Um dos mais próximos elos de Bolsonaro no Rio, o ex-secretário municipal de Ordem Pública Gutemberg Fonseca deixou o Republicanos, partido do ex-chefe Marcelo Crivella, e se filiou ao Patriota. Mais gente deve seguir a rota.

 

ESPLANADEIRA

# Baterista Alfredo Dias Gomes lança, nas plataformas digitais, 13º disco solo, álbum "Metrópole", # Associação Brasileira de Comunicação Empresarial lança "Aliança Aberje de Combate às Fake News - movimento empresarial contra a desinformação".


Brasília, segunda-feira, 10 de maio de 2021 - nº 3086

Leandro Mazzini, com Walmor Parente (Brasília/DF), Beth Paiva (RJ) e Henrique Barbosa (PE) - ©® 2011 – 2021. Coluna Esplanada - Todos os direitos reservados

MATÉRIAS RELACIONADAS

Bola murcha brasileira nas vésperas da Olimpíada de Tóquio

Cresce pressão para votação do PL sobre piso salarial da enfermagem

Segundo pesquisa, população é favorável a ingresso no STF por meio de concurso

Pódio olímpico em praia da Costa do Descobrimento

Partidos com identidade Bolsonaro