União de poderes ajuda a reduzir casos de violência

Porto Seguro registrou queda nas ocorrências de violência contra a mulher, se forem considerados os números que chegaram ao Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), de três anos para cá. De acordo com Andréa Comenale, psicóloga e coordenadora do Centro, em 2017 foram registradas 338 ocorrências. Em 2018, o número caiu para 301 casos e até a primeira quinzena de novembro de 2019, foram registrados menos da metade, 141 casos. Entretanto, não estão incluídas nessa estatística as ocorrências registradas na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM). Muito menos os casos não denunciados pelas vítimas.

Outra movimentação importante na redução desses índices é a Rede de Prevenção à Violência Contra a Mulher, um programa criado pela Polícia Militar em Porto Seguro, que completa este mês um ano de atuação. Com a Rede, segundo o tenente Coronel Anacleto França, comandante da 8º Batalhão de Polícia Militar, importantes resultados têm sido alcançados, com atendimento preventivo e acompanhamento de medidas protetivas para mulheres. Fazem parte da Rede de Prevenção, a Delegacia da Mulher, CRAM, Poder Judiciário (2ª Vara Crime), Ministério Público e Polícia Militar.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2020 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade