Exposição alerta para a necessidade de combater violência contra mulher


Encerra no dia 28/11/18, exposição "Entre Sem Bater", no Centro de Cultura, de Porto Seguro. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram). O objetivo é alertar e sensibilizar a sociedade sobre a violência contra mulheres e coibir este crime.
A programação inclui mostra fotográfica com imagens de mulheres agredidas, exibição de vídeo sobre violência doméstica, dinâmicas com teste auditivo, além de espaço simulando ambiente do lar - onde muitas vezes ocorrem as agressões-, palestras sobre Lei Maria da Penha e fatores psicológicos.

Rede de proteção

"Em casa é o lugar onde a mulher deve se sentir segura, no entanto, é o local onde há o maior registro de agressões e violações de direitos", explicou a coordenadora do Cram, Andrea Comenale. "Estamos fortalecendo a rede de proteção, levando mais informações às comunidades, firmando mais parcerias e buscando incrementar nossos serviços", afirmou a coordenadora da Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade, Luciana Parracho. Um novo serviço da Polícia Militar é uma importante ferramenta para ampliar a proteção: a Ronda Maria da Penha, que por meio do número telefônico 190 dará prioridade às chamadas de mulheres violentadas.
No Brasil, a cada 15 segundos uma mulher é agredida. O município de Porto Seguro se encontra na 19ª posição de violência doméstica. De acordo com a prefeitura, além do atendimento do Cram, o serviço de acolhimento e acompanhamento está disponível nos Cras de todo o município. Todo o trabalho é sigiloso.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

© 2019 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade