Segundo Decolar, destinos baianos estão entre os mais procurados por estrangeiros

Porto Seguro e Salvador estão entre os 10 destinos mais buscados por estrangeiros que desejam viajar para o Brasil nas férias do início de 2021, segundo pesquisa da empresa de viagens Decolar, com atuação em 20 países da América. A capital baiana aparece em quinto lugar, enquanto Porto Seguro é o oitavo. A pontuação é melhor que na pesquisa de 2020, quando a capital ocupava a oitava posição, e Porto Seguro não estava no ranking.

Pelo segundo ano consecutivo, a Argentina está no topo da lista de países consumidores de pacotes para o Brasil, seguido de Chile, Estados Unidos, Peru, Colômbia, Uruguai, México, Equador, Costa Rica e Panamá.  O estudo tem como base a venda de pacotes de viagem realizada pelas plataformas digitais da Decolar com check-in até 21/01/2021.

 

Atividades turísticas crescem 24,4% na Bahia em outubro, maior taxa do país

Em outubro de 2020, o índice de atividades turísticas na Bahia cresceu 24,4% em outubro, a variação positiva mais expressiva do país para o período. As informações foram divulgadas dia 11/12/20, através da Pesquisa Mensal de Serviços, realizada pelo IBGE e sistematizada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento.

“O resultado evidencia que a Bahia vem se destacando nas atividades turísticas em comparação aos demais estados brasileiros, liderando a expansão do setor pelo segundo mês consecutivo, uma vez que em setembro crescemos 37,7% em relação a agosto. Vale ressaltar que neste mês de outubro crescemos novamente acima do índice nacional, que foi de apenas 7,1% nesta mesma base comparativa. Este é um setor importante na geração de trabalho e renda em todo nosso território, com empreendimentos seguindo rígidos protocolos de biossegurança”, destaca o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro. 

Em todo o país, as medidas contra a Covid-19 (como o estímulo ao isolamento social) atingiram de forma mais intensa e imediata boa parte das atividades turísticas, principalmente ao transporte aéreo de passageiros, restaurantes e hotéis. No volume das atividades turísticas, quando comparado com o mesmo mês do ano anterior, a Bahia teve queda de 31,9%. Em termos regionais, todas as 12 unidades da federação pesquisadas tiveram recuo nos serviços voltados ao turismo, nesta base de comparação, com destaque com destaque para São Paulo (-40,9%), Pernambuco (-38,2%), Distrito Federal (-36,3%), Rio Grande do Sul (-35,8%), e Ceará (-35,2%).

“A Bahia está empenhada na recuperação do turismo e, em especial, da malha aérea. Os resultados já são positivos, com as companhias voltando a operar voos regulares e charters, com destaque para voos internacionais, que estão sendo retomados à medida que os visitantes entendem a seriedade das medidas adotadas pela Bahia diante da pandemia e os esforços para que os nossos destinos proporcionem um turismo seguro também do ponto de vista sanitário”, explica o secretário de Turismo, Fausto Franco.

Em relação à receita nominal, a Bahia registrou a segunda maior variação positiva do país, com expansão de 24,4% em relação a setembro de 2020. Devido aos impactos da pandemia do Coronavírus, o índice retraiu 34,0% na comparação com o mesmo mês do ano passado, sendo que todas as 12 unidades marcaram o mesmo ritmo de decrescimento.


Fonte: Ascom SeturBA - Foto: Tatiana Azeviche

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar