A Universidade Federal do Sul da Bahia publicou o seu edital para o processo seletivo 2018, integrando-se ao Sistema de Seleção Unificada, o Sisu. Para participar, é preciso ter realizado a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, com nota maior que zero na Redação, e se inscrever no Sisu entre os dias 29/01 e 1º/02/18.

Para realizar a inscrição, é preciso acessar o site do Sisu tendo em mãos a senha mais atual cadastrada no site do Enem. É possível marcar duas escolhas de cursos. As notas de corte e a classificação parcial de cada candidato serão divulgadas nos dias 30 e 31/01 e 1º/02/18, a partir da 0h, permitindo avaliar e mudar as escolhas antes do fechamento do sistema. O resultado da chamada regular será conhecido no dia 02/02/18.

A UFSB oferece 480 vagas, 160 em cada um dos seus três campus: Jorge Amado (Itabuna), Sosígenes Costa (Porto Seguro) e Paulo Freire (Teixeira de Freitas). As vagas ofertadas são para a Área Básica de Ingresso, com 40 vagas em cada campus e que abre caminho para as Licenciaturas Interdisciplinares (Artes e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e Sociais e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Matemática e Computação e suas Tecnologias) e para quatro Bacharelados Interdisciplinares (Artes, Humanidades, Ciências, Saúde), cada um com 30 vagas em cada campus.

As notas mínimas exigidas são de 500 pontos na redação e de 450 pontos em cada uma das quatro áreas avaliadas pelas provas do Enem (Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias). Em relação a políticas afirmativas, 85% das vagas da ABI e 75% das vagas dos Bacharelados Interdisciplinares estão reservadas para as modalidades de cotas definidas na Lei Federal nº 12.711/2012.

Veja mais informações clicando nos links abaixo:

Os cursos de primeiro ciclo da UFSB funcionam nos três campus da instituição:

ABI – A Área Básica de Ingresso (ABI) dá acesso às Licenciaturas Interdisciplinares nas áreas do ENEM e em Artes e suas Tecnologias. Depois do primeiro ano, o aluno poderá optar pelo ingresso em uma das Licenciaturas Interdisciplinares da Universidade, condicionado a desempenho e vagas. Ao completar estes cursos o aluno terá acesso a qualquer curso de segundo e terceiro ciclos (profissional e pós-graduação), condicionado a desempenho e vagas e conforme exigências dos editais de seleção. Duração de 12 quadrimestres, ou quatro anos.

Bacharelado Interdisciplinar – é um curso que habilita o estudante a atuar nos setores público, empresarial e não-governamental, além de poder disputar vagas nos processos seletivos internos para cursos de segundo ciclo (como, por exemplo, Medicina, Direito, Engenharias e outros) e terceiro ciclo (pós-graduação, Mestrados e Doutorados), condicionado ao seu desempenho e à quantidade de vagas disponíveis e conforme exigências dos editais de seleção. Duração de 9 quadrimestres, ou três anos.


Fonte: Ascom UFSB

A Veracel Celulose divulgou edital para contratação de estagiário de nível técnico, em formação na área de Segurança do Trabalho. Para se candidatar, é necessário estar fazendo o curso técnico na área.

A empresa oferece bolsa-auxílio, transporte e alimentação (almoço) e a vaga também é destinada a candidatos portadores de deficiências.

As pessoas interessadas devem cadastrar currículo até o dia 08/01/18, acessando o site www.veracel.com.br. Localize a opção Trabalhe Conosco –> Clique em Conheça as nossas vagas – Clique no título da vaga para ter acesso às informações detalhadas e como candidatar-se – Depois, clique em Candidatura. A candidatura à vaga só é possível após o cadastro das informações no site.


Fonte: Ascom Veracel

Começam no dia 02/01/18 as matrículas da rede municipal de ensino de Porto Seguro. Interessados devem comparecer às escolas mais próximas de sua casa, das 8h00 às 14h00, munidos dos seguintes documentos: certidão de nascimento ou carteira de identidade, duas fotos 3X4, comprovante de residência, cartão do SUS e carteira de vacinação, para os alunos até o 5º ano.

A previsão é que as aulas tenham início no dia 05/02/18. De acordo com a coordenadora pedagógica da Secretaria de Educação, Kátia Caroline, o quadro de profissionais já está sendo fechado, com a lotação de diretores, coordenadores, professores, servidores do setor administrativo e também de apoio.


A Lei nº 1399/17, que regulamenta titulação de cursos obtidos no exterior para professores do município de Porto Seguro, sancionada em 29/11/17, causa polêmica entre os docentes que ainda não concluíram seus cursos de pós-graduação em outros países.

Segundo a lei, os cursos feitos em instituições estrangeiras só serão reconhecidos com gratificação salarial, após revalidação. “Nós concordamos com isso, porque o MEC exige a validação dos diplomas. O problema é que no nosso estatuto não dizia nada a respeito. Criaram uma expectativa para fazermos o mestrado fora, porque é período de férias, o município não gasta com o substituto e nós, que somos mães e pais de família, teríamos esse período para estudar”, diz a professora Verônica Rosa, concursada há mais de 14 anos, e em fase final do mestrado em Assunção (Paraguai).

Segundo ela, já foram gastos mais de R$ 30 mil nesse curso, só faltando a defesa da tese. “Nós pleiteamos em várias reuniões com representantes da própria gestão e os vereadores, que dessem o prazo na lei para nós que estamos finalizando o curso. O que custaria dar o prazo de um ano, dois anos?”, argumenta, acrescentando que com a votação do projeto, alguns professores serão contemplados e outros não. “Fomos prejudicados, fizemos investimento, ficamos fora do país, longe da família, passando por situações difíceis para pleitear uma capacitação maior, que será investida no próprio município. Quem vai ganhar com isso também são os alunos e o município”.

Com a determinação, a mudança de nível só será possível com a revalidação, que, segundo a professora, custa tempo e dinheiro. Ela afirma que, revalidar um diploma custa em torno de R$ 10 mil. Tem instituições que cobram até R$ 15 mil. E afirma que há, na rede municipal de ensino, pessoas que recebem salário de nível quatro, sem revalidar o diploma e que outros que protocolaram antes de o projeto de lei ser aprovado também irão receber.

Normas a cumprir

De acordo com o professor Neilton da Cruz, presidente da APLB, sindicato da categoria, para fazer um curso no exterior há normas que determinam de que maneira esse título vai valer no Brasil. Ele explica que, “o profissional entrega seu certificado e sua pesquisa numa instituição de mesmo nível, que oferece o mesmo tipo de curso. A instituição, pública ou privada, precisa ter autorização do MEC para fazer a revalidação. Ela vai analisar esse processo e carimbar o diploma dessa pessoa, reconhecendo a legitimidade do curso”, detalhou o presidente da APLB.

A revalidação é uma norma federal, mas segundo o professor Neilton, a prefeitura tem o poder de reconhecer o título, através da gratificação, sem necessariamente revalidar, o que é legítimo e é o que tem sido feito até agora. Mas daqui para frente, não vai reconhecer nenhum título obtido no exterior, sem que antes tenha passado pelo processo de revalidação. Este também é um ato legal, seguindo orientação federal. O que está criando o desgaste é que os professores que fizeram o mesmo curso anteriormente tiveram acesso à gratificação sem precisar apresentar a revalidação. Os que estão concluindo o mestrado questionam o motivo do tratamento diferente.

“Tentamos discutir isso com a prefeitura, porque, como não há ilegalidade, a APLB não pode impor ou contrapor a isso de uma forma mais forte. Segundo Neilton, o projeto de lei havia sido aprovado com a seguinte emenda: quem tiver feito requerimento de mudança de nível, e entregar todo o material, e a comissão de gestão reconhecer que o curso foi feito de forma legal, vai ter a gratificação sem precisar revalidar. Quem ainda não entregou, e, sendo a lei sancionada, vai ter que apresentar através da revalidação”.

Mas a lei municipal não distingue estes casos. Apenas determina tratamento simplificado para pessoas cujos cursos foram concluídos há uma década, devendo seguir o que está disposto no Art. 11 da Resolução nº 3, de 22 de junho de 2016: “Cursos estrangeiros cujos diplomas já tenham sido objeto de revalidação nos últimos 10 (dez) anos receberão tramitação simplificada[...] que deverá se ater, exclusivamente, à verificação da documentação comprobatória da diplomação no curso especificada no art. 7º, observado o disposto no art. 4º, desta Resolução, prescindindo de análise aprofundada ou processo avaliativo específico.”

A Lei nº 1399/17 complementa o Art. 60, disciplinado na Lei Municipal nº 993 de 04 de abril de 2012, que dispõe sobre o Plano de Carreira, Cargos, Remuneração e Funções Públicas dos Servidores do Magistério do município de Porto Seguro. Para ter acesso ao conteúdo completo clique aqui.


A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) publicou edital com Regime Diferenciado de Contratações (RDC) para o Registro de Preços que visa contratação de empresa especializada na prestação de serviços técnicos de elaboração de projetos básico e executivo de arquitetura e engenharia de média complexidade, necessários às construções, reformas e ampliações de diversas unidades da UFSB, em seus campi.

A sessão Pública será no dia 17/01/18, às 10h00 (horário de Brasília), no sítio www.comprasnet.gov.br. O Valor estimado da licitação é de R$ 11.197.396,19 e a forma de execução será eletrônica, com modo de disputa aberto e critério de julgamento pelo menor preço.

Os licitantes deverão encaminhar proposta com a descrição detalhada e o preço ofertado até a data e hora marcadas para a abertura da sessão, exclusivamente por meio do sistema eletrônico – www.comprasnet.gov.br.

Para mais informações, acesse aqui o EDITAL e seus anexos.


Fonte: Ascom UFSB

 

Por favor, publique módulos na posição offcanvas.