Prefeitura realiza a 1ª Conferência de Esportes em Porto Seguro

Em 1º/03/21, a prefeitura de Porto Seguro vai realizar uma Conferência Municipal de Esportes, com transmissão ao vivo pela plataforma do Zoom, às 9h. De acordo com a assessoria de comunicação, o objetivo é promover um diálogo aberto com atletas, treinadores, educadores físicos, desportistas e presidentes de associações, trazendo um novo olhar para a gestão esportiva no município.

Entre os assuntos a serem tratados junto aos convidados, que receberão o ID da reunião por mensagem de WhatsApp, estão a construção de um calendário esportivo e projetos em conjunto, além da apresentação do novo secretário da pasta, Hélio de Paula, e de sua equipe técnica. Os participantes poderão fazer perguntas e dar opiniões no final da apresentação.


Fonte: Asom PMPS

Secretarias atuam em parceria em prol do esporte

A Secretaria de Esporte de Porto Seguro está atuando em parceria com outras secretarias municipais, com o objetivo de levar o esporte como agente de integração social e qualidade de vida. A agenda de reuniões para definir demandas já começou.

A primeira reunião foi realizada com a secretária de Saúde, Raíssa Soares, no início de fevereiro, apresentando a necessidade de estrutura de serviços de técnico em enfermagem, ambulância e primeiros socorros para eventos esportivos.

Os trabalhos sociais também foram consultados ao secretário de Assistência Social, pastor João Portela, no dia 10/02. A ideia é oferecer serviços sociais, a exemplo no projeto Lazer do Bem, programado para acontecer na Praça da Pitangueira, em março.

Outras atuações importantes para ações em conjunto são das pastas de Trânsito, Segurança e Guarda Civil, com ordenamento do trânsito e segurança; bem como, a Secretaria de Meio Ambiente, monitorando impactos ambientais. A Política Militar e o Corpo de Bombeiros também foram convidados a participar dos projetos esportivos dando suporte aos eventos.


Fonte: Ascom PMPS

Kitesurf deixa as águas e o céu de Caraíva mais coloridos

Uma iniciativa tomada há sete anos tem deixado as águas de Caraíva, distrito de Porto Seguro, mais movimentadas e coloridas. O kitesurf, esporte aquático que utiliza uma espécie de pipa gigante e uma prancha, tem conquistado adeptos de diversas faixas etárias. De fácil aprendizado, está caindo no gosto de moradores e turistas que querem aproveitar de todas as formas as águas calmas do mar e do rio, além dos ares da vila.

A iniciativa de promover o ensino do esporte foi do professor Pedro Afonso de Souza Bomfim, de 25 anos, nascido e criado em Caraíva. Ninguém melhor do que um nativo para conhecer tudo de belo que a natureza local pode oferecer. “Aos 14 anos aprendi com um primo a praticar o kitesurf, porém não era comum a prática do esporte aqui na vila”, diz o professor. Ele conta que, na época em que tudo começou, nem todo mundo tinha como usufruir da prática do esporte e que ele próprio tinha que lançar mão das boas amizades para aprender.

 “Por ser um esporte caro e de difícil acesso - o equipamento completo varia de R$ 8 mil a R$ 15 mil -, muitas vezes eu pedia emprestado para os turistas para velejar, por ter me apaixonado pelo esporte logo de início”. Aos 18 anos ganhou seu primeiro equipamento de kitesurf. As aulas começaram em 2014, mas aos 20, “a procura foi muito grande e resolvi aos poucos começar a ensinar e abrir minha escola”, lembra Afonso.

Ele começou dando aulas para alguns amigos e turistas com o único equipamento que tinha. “E, através disso fui fazendo minha renda e vivendo das aulas de kite”. A escola é a Selva Kitesurf Caraíva, localizada na Barra, próxima ao encontro do rio com o mar e também onde o professor mora.

Vento e sol

A procura pelo kitesurf vem crescendo em Caraíva, segundo Afonso, e o número de alunos, aumentando a cada ano. O esporte é contraindicado para idosos e obesos. Para a prática, executada no mar, a pessoa fica com a pipa presa à cintura por meio de um equipamento chamado trapézio, muito parecido com um cinturão. Disposto sobre a prancha, o praticante comanda o kite manualmente com a barra. Sobre a água, a prancha é impulsionada pelo vento que sopra a pipa. Para o velejo perfeito são necessários bastante vento e sol. Com chuva não dá pra velejar.

O professor Afonso afirma que os alunos precisam de auxílio profissional para saber montar e desmontar o equipamento, além de ter noção do vento, da correnteza da maré e muita força de vontade para aprender. O curso completo tem duração de 10 horas e custa R$ 2 mil. “O aluno que aprende o básico do esporte e se torna um velejador nível iniciante, já está apto a entrar na água, velejar sozinho e vai se aperfeiçoando com o tempo”, garante. Podem participar pessoas a partir de sete anos de idade, segundo afirma o professor. Essa idade é o aconselhável, por motivos de segurança. Para quem já sabe velejar, os equipamentos estão disponíveis para locação. “Mas apenas para quem já tem mais de 30 horas de velejo”, enfatiza.

FBF divulga nova tabela do Baianão, com alterações e definições de jogos

A Federação Bahiana de Futebol anunciou novas mudanças na tabela do Baianão 2021. Rodadas foram desmembradas para adequação à programação da TVE, emissora detentora dos direitos de transmissão da competição, e também para conciliar jogos dos representantes do estado nas Copas do Nordeste e do Brasil.

Com as alterações, a Série A terá uma novidade neste ano. Em algumas datas, haverá 'rodada dupla', com dois jogos consecutivos e transmitidos ao vivo pela TVE. Serão 25 jogos transmitidos pela emissora até o final do campeonato.

Acesse a tabela aqui

Acesse as mudanças anunciadas aqui


Fonte: FBF

2° Motocross de Porto Seguro será realizado em 17 e 18/04

Nos dias 17 e 18/04/21, será realizado 2° Motocross de Porto Seguro, com a participação de mais de 150 atletas. O evento será na área do anel viário e é organizado por Edson Oliveira Soares, representante do Centro de Treinamento Porto Cross e tem a parceria de empresas privadas e prefeitura.

"Temos um encontro marcado com a mais pura adrenalina, num campeonato de alto nível e respeitado”, diz o organizador, Edson Soares. “Além de incentivar os atletas locais, eventos deste porte também atraem atletas que visitam a cidade com suas famílias", destaca o secretário Hélio de Paula.

Serão 14 categorias, entre Mx1, Mx3, Mx4, importada iniciante, importada A, importada B, nacional pró, nacional intermediária, nacional over, nacional trilheiros, nacional iniciante, nacional local, mirim e júnior.

Copa Costa do Descobrimento de Motocross

O evento também vai sediar uma etapa da Copa Costa do Descobrimento de Motocross, onde os pilotos poderão mostrar manobras e saltos que envolvem este esporte em franco crescimento na região. A premiação será com troféus, do primeiro ao quinto lugar mais bem classificados de cada categoria.


Fonte: Secom PMPS