Escritório da Adab será reativado em Porto Seguro

O município de Porto Seguro contará com um escritório da Adab (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia), instalado na Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca. De acordo com a prefeitura, vai oferecer aos pequenos produtores serviços de assistência, declaração de vacinação dos rebanhos, recadastramento, emissão de guias para circulação de animais e vegetais, emissão de DAP (Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), treinamentos para trabalhadores rurais, além de programas educacionais, como o Projeto Campo Limpo e Adab na Escola.

A reativação do escritório tem objetivo de facilitar a vida dos pequenos produtores, que não precisarão mais se deslocar até Eunápolis, o que acontece há dez anos. Para tratar do convênio de cooperação técnica, os secretários de Finanças, Alexandre Rapold Haerter, e de Agricultura, Eriosvaldo Renovato Dias, estiveram reunidos com o servidor responsável pela agência em Porto Seguro, Lucas Coelho, que destacou a missão da Adab de “garantir a segurança sanitária e o desenvolvimento do agronegócio de forma sustentável e competitiva”.


Fonte: Secom PMPS

Expedição monitora saúde dos recifes de coral no Sul da Bahia

De 24 a 28/02/21 fevereiro, o Projeto Coral Vivo sai em expedição ao Parque Marinho do Recife de Fora, onde será aplicado o protocolo de monitoramento da saúde dos ambientes recifais Reef Check Brasil. A pesquisa é realizada há mais de 10 anos pelo Projeto Coral Vivo em Porto Seguro, sempre uma vez por ano, em parceria com pesquisadores da UFPE, IRCOS, PNM dos Abrolhos e CEPENE/ICMBio. A expedição é capitaneada por Fábio Negrão, coordenador regional do Reef Check Brasil no Sul da Bahia e coordenador de Sensibilização do Coral Vivo. As saídas acontecerão conforme protocolo sanitário, como uso de máscaras e distanciamento social.

O Reef Check é um monitoramento global de recifes de coral que realiza levantamento em cerca de 150 países desde 1997 e tem como objetivo monitorar a saúde dos corais e relacionar os resultados a eventos globais (mudanças climáticas) ou locais (impactos provocados pela pesca, poluição e turismo) e propor soluções para o manejo.

Os recifes de coral são os ecossistemas marinhos de maior diversidade e abundância de organismos, produzindo uma teia alimentar de grande complexidade. No Brasil, eles apresentam uma fauna muito especial e distinta, encontrada somente no nosso país. 25% de toda a vida marinha depende dos recifes de coral, que são fundamentais para a biodiversidade e para o desenvolvimento sócio econômico. O turismo, a pesca e 10% de toda a produção de comida do planeta vêm dos recifes de coral. Por este motivo, é tão importante monitorar a saúde destes organismos e contribuir para o equilíbrio do ecossistema e da vida no planeta.


Fonte: Ascom Projeto Coral Vivo

Cavalos abandonados e debilitados são resgatados perto da BA-987

Uma denúncia levou fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente até a BA-987, onde constataram a presença de animais soltos próximos ao local. Segundo a secretaria, denúncia foi feita pelo vereador Reinado Farofa, e diz respeito à demanda das comunidades dos distritos de Trancoso, Vale Verde e povoados do entorno. São comuns as ocorrências de cavalos soltos nas vias, o que causa preocupação com o risco de acidentes de trânsito e com a situação de abandono dos animais. 

Foram encontrados três cavalos em situação de abandono e debilitados, com várias feridas, e oferecendo riscos a vida de motoristas e motociclistas que trafegam por essas estradas, principalmente, no período da noite.

Os animais foram encaminhados à Unidade de Vigilância e Zoonozes (UVZ), onde já estão recebendo tratamentos veterinários. Trata-se de caso caracterizado como maus tratos, portanto, os animais não serão devolvidos ao dono.

Algumas ações de fiscalização ambiental têm sido desenvolvidas com a ajuda de denúncias da comunidade e em parceria com a CIPPA. Após as fiscalizações e autuações por parte das equipes ambientais, é dado seguimento a todas denúncias por partes das equipes da SEMMA e da CIPPA, segundo informado pelo secretário Jânio Natal Júnior.


Fonte: Secom PMPS

Cavalo abandonado na rua da linha é resgatado

Dia 18/02/21, um cavalo velho foi encontrado abandonado e em condições de maus tratos, na rua da Linha, no bairro Cambolo. A informação é da Secretaria de Meio Ambiente, que afirma estar fazendo um trabalho de conscientização para coibir o abandono de animais, de médio e grande porte.

Moradores contam que o animal estava há dias acomodado no canteiro da avenida, sem comida e nem água, danificando o jardim e atrapalhando as pessoas que usam o espaço para fazer atividade física. Também citaram que, por várias vezes, quase causou acidente de trânsito.

A equipe da Diretoria da Causa Animal o resgatou e o levou para o Centro de Zoonose, onde está recebendo os devidos cuidados. A secretaria informa que quem souber de animais abandonados pelas ruas pode fazer denúncia anônima por meio do Disque Denúncia (73) 99824-6948.

“Mais uma vez conscientizamos donos de cavalos que não abandonem o animal quando ficar velho e sem serventia para trabalho, pois pode causar acidente de trânsito ao ficar solto pelas ruas e estradas, bem como, o animal que tanto o serviu não merece este fim”, disse o secretário da pasta, Jânio Natal Júnior.


Secom – Prefeitura de Porto Seguro

Moradores de Santo André reclamam de falta de água há quase uma semana

Dia 1º/02/21, moradores de Santo André, em Santa Cruz Cabrália fecharam o acesso à vila e a estrada que dá acesso a Belmonte, em manifestação contra a falta de água no distrito, que já dura cerca de cinco dias, segundo a moradora Vera Zippin. A comunidade quer chamar atenção das autoridades municipais para o problema, que é comum durante o ano e se torna maior no Verão, quando a vila recebe centenas de turistas.

De acordo com a jornalista e moradora Léa Penteado, “a vila está sem administrador e a cidade sem secretário de turismo". “Estamos há vários dias sem água”, disse o fotógrafo Jeff Dias, outro morador.

Problemas de abastecimento de água são constantes na vila de Santo André. É frequente a reclamação de moradores sobre a falta de abastecimento ou sobre a qualidade da água distribuída no local, que chega carregada de detritos e sedimentos, apresentando a típica aparência barrenta. Durante o verão, as reclamações aumentam com a chegada de turistas, já que o consumo de água se eleva e os problemas na distribuição se acentuam.

Após a manifestação, a pista foi liberada. De tarde, moradores afirmaram que o fornecimento de água ainda não havia se estabelecido por completo. E no início da noite, de acordo com o prefeito Agnelo Santos, a situação já havia sido resolvida. “A questão são essas localidades que têm sistema de abastecimento de água antigo, através de bomba, de poço, que nós já começamos a mudar lá em Santo Antônio. A Embasa já está lá em Santo Antônio e logo vai chegar a Santo André e Guaiu. Muitos moradores não têm reservatório de água em casa e querem contar com água 24 horas. E as bombas de abastecimento não aguentam 24 horas, o tempo todo ligadas; e volta e meia tem um probleminha desse de queima de bomba. Mas a bomba deu problema na sexta e hoje, segunda, já está resolvido.” Agnelo disse ainda que vai mudar a forma de abastecimento: “logo a comunidade vai estar recebendo água tratada da Embasa, que acaba de vez com esse problema de queima de bomba”.


Fotos: Tikiana Zippin