Polícia ambiental apreende drogas em barco e prende suspeito

A Polícia Ambiental (Cippa) prendeu um homem suspeito de tráfico de drogas, no dia 06/01/20, em Porto Seguro. Segundo a Cippa, o homem foi flagrado em um barco e tentou fugir nadando pelo rio Burenhém, quando percebeu a presença da polícia, que realizava um patrulhamento náutico próximo à Tarifa dos Pescadores, local onde os barcos aportam. Mas foi encontrado e preso.  A informação é de que ele mantinha drogas guardadas em um barco na cidade e que já tinha histórico de envolvimento com o tráfico.

De acordo com a polícia, foram encontrados no barco 84 buchas de maconha, 90 pedras de crack, sete gr de cocaína e R$ 30,00 em espécie. O material foi apreendido.

PM apreende cinco armas de fogo no Centro de Porto Seguro

 

A Polícia Militar apreendeu entre os dias 31/12/19 e 05/01/20, cinco armas de fogo no Centro de Porto Seguro. As prisões aconteceram durante as comemorações do Réveillon prolongado, no interior do circuito da festa e no seu entorno, nas ruas periféricas.

De acordo com o comandante do 8º BPM, o Ten Cel Anacleto França, as armas foram apreendidas em diversas situações. Duas delas têm calibre restrito 9mm. "As apreensões só foram possíveis porque uma das táticas utilizada para o policiamento em eventos é reforçar a área externa do circuito, além da observação através de policiais militares à paisana”, disse o comandante.

Mesmo ocorrendo a prisão de indivíduos armados, inclusive no interior do circuito da festa, a PM afirma que não houve registro de nenhuma ocorrência grave no período. "Sabemos que algumas pessoas se incomodam com as abordagens por policiais militares nos eventos, mas ocorrências como essas mostram o quanto essas ações são fundamentais para identificar pessoas armadas e evitar um fato grave", esclarece o Tem. Cel. Anacleto França.


Fonte: Ascom 8º BPM

Ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia é presa em Salvador

A ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, a desembargadora Maria do Socorro foi presa na manhã desta sexta-feira (29), em mais uma fase da Operação Faroeste. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

Em nota enviada à imprensa, por volta das 10h desta sexta (29), o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia informou que 'está ciente desta nova fase da operação denominada “Faroeste”, realizada na manhã desta sexta-feira (29), e acompanha as medidas adotadas pelo Superior Tribunal de Justiça, órgão responsável por esse processo'.

"O TJBA adota todas as medidas cabíveis para colaborar com a investigação, sempre respeitando o “Princípio do Contraditório” que preserva a proteção ao direito de defesa, de natureza constitucional, conforme consagrado no artigo 5º, inciso LV: “aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a ele inerentes", destaca o tribunal, em nota.

Para o Presidente do TJBA em exercício, Desembargador Augusto de Lima Bispo, segundo descrito na nota, 'o importante é que a verdade prevaleça e a paz possa voltar a fazer parte desta família composta por quase 8 mil servidores, 595 juízes e 60 desembargadores que trabalham com presteza, lisura e dedicação ao Poder Judiciário. O Superior Tribunal de Justiça, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal são as instituições mais recomendáveis, neste atual momento, para prestar os devidos esclarecimentos', disse.

A ordem de prisão foi expedida pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Og Fernandes, após pedido da Procuradoria-Geral da República. A decisão do ministro também converteu as prisões temporárias, cumpridas na semana passada, em preventivas.

A desembargadora Maria do Socorro é suspeita de integrar o esquema de vendas de decisões judiciais, alvo da Operação Faroeste, que mobilizou o judiciário baiano.

Movimentação bancária

Conforme revelado pela coluna Satélite, os quatro desembargadores e os dois juízes afastados ontem do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) por suspeitas de envolvimento no esquema de venda de sentenças investigado pela Operação Faroeste movimentaram, desde 1º de outubro de 2013, cerca de R$ 105 milhões em suas contas bancárias. Os valores constam na decisão em que o ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), autoriza a ação contra a cúpula do TJ e foram baseados em relatório elaborado pela Polícia Federal a partir da quebra dos sigilos bancários dos alvos da Faroeste.

De acordo com a investigação, a maior soma é atribuída ao presidente do TJ, Gesivaldo Britto, que movimentou R$ 24,4 milhões no período, sendo quase R$ 2,3 milhões sem origem ou destino identificados. Os depósitos nas contas de Britto totalizaram R$ 12,1 milhões, mas apenas R$ 2,25 milhões foram originados em recebimento de salários. O que, para o Ministério Público Federal (MPF), indica ganhos incompatíveis com sua renda de desembargador.

As quebras de sigilo revelaram ainda movimentações atípicas de outros três desembargadores afastados. Nos últimos seis anos, entraram e saíram das contas bancárias de José Olegário Caldas, Maria do Socorro Barreto Santiago e Maria da Graça Osório Leal R$ 22,36 milhões, R$ 17,49 milhões e R$ 13,37 milhões, respectivamente. Já os juízes Sérgio Humberto Sampaio e Marivalda Almeida Moutinho movimentaram R$ 14,16 milhões e R$ 12,53 milhões. Os cinco magistrados também operaram altas somas sem origem ou destino identificados e créditos em valores muito acima do total de salários pagos a eles no período.


Fonte: Correio

Homens são presos com malas de dinheiro no aeroporto de Porto Seguro

Seis homens foram presos na manhã de 01/12/19 no aeroporto Internacional de Porto Seguro. Eles tentavam embarcar com malas de dinheiro em grande volume. As informações são das Polícias Federal e Militar da Bahia. De acordo com a PF, os homens tinham o objetivo de deixar a Bahia com destino a São Paulo. O valor achado nas malas não foi detalhado. A Polícia Militar informou que os presos são suspeitos de participarem do furto à uma agência do Banco do Brasil de Teixeira de Freitas, ocorrido na última sexta-feira, 29/11.

Conforme apontam as investigações, os homens são integrantes de uma quadrilha de roubo a banco e passaram a ser monitorados pelas forças estadual e federal após o furto em Teixeira de Freitas. Segundo o comandante da Cipe Mata Atlântica, major Ronivaldo Pontes da Silva, no dia do furto à agência em Teixeira de Freitas, o grupo conseguiu desarmar o sistema de alarme da agência e levar o dinheiro. Nenhuma vítima foi abordada ou ferida na ação.

No dia do furto, os assaltantes chegaram à agência durante a madrugada. Segundo a polícia, foram encontradas diversas ferramentas espalhadas pela agência, além de cofres abertos e vazios. A quadrilha e o dinheiro recuperado foram encaminhados para unidade policial de Teixeira de Freitas. Participaram do trabalho integrado equipes da Cipe Mata Atlântica, do 8° BPM (Porto Seguro) e da PF.


Fonte: Bahia Dia a Dia - Fotos: PF, CIPPA e SSP-BA

 

 

Porto Seguro: PM flagra dupla em barco com 117 pedras de crack

 

No dia 29/11, policiais militares da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa) surpreenderam dois homens que estavam em uma embarcação com drogas em Porto Seguro.

A ação ocorreu por volta das 8h quando uma guarnição do pelotão náutico fazia rondas nas imediações da Tarifa e avistou dois suspeitos em um barco. Durante a abordagem na embarcação, os policiais encontraram 117 pedras de crack; 72 buchas de maconha; um tablete grande de maconha; 25 pinos de cocaína; R$ 325,00 em espécie; e dois aparelhos celulares. A droga e o dinheiro estavam enrolados na camisa de um deles. A dupla foi apresentada à delegacia local, juntamente com o material apreendido.


Fonte: CIPPA

 

Guarda Civil recupera motocicleta furtada em Porto Seguro

 

A Guarda Civil de Porto Seguro, ligada à Secretaria Municipal de Trânsito e Serviços Públicos, recuperou, dia 25/11/19, uma motocicleta furtada, abandonada na Rua São Benedito, no Bairro Emanuel Carneiro.

A motocicleta modelo CG Fan 125, cor vermelha, placa JMI – 2269, encontrava-se em via pública, sem as chaves na ignição, e, ao consultar o sistema Senasp, constava informação ter sido furtada.

Os agentes da Guarda Civil, André Vieira e Gilmarcos Moreira Santos, apresentaram a situação à Delegacia de Polícia Civil para as devidas medidas, sendo conduzida pelo Silva Car Transportes e Guinchos.

O coordenador da Guarda Civil, Ionaldo Sansão, informou aos proprietários sobre o trabalho dos agentes que resultaram a recuperação da motocicleta e informou que já podem retirá-la do pátio. "Estamos atentos observando qualquer situação suspeita para atuarmos no objetivo de propiciar a sensação de segurança na comunidade", disse.


Fonte: Ascom PMPS

© 2020 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade