Festival da Lagosta de 2020 supera edição anterior, mesmo com desafios do afastamento social

 Prato servido na Cabana A Praia Branca

 

A 5ª. edição do Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento, em Santa Cruz Cabrália, chegou ao final com resultados muito positivos. A avaliação é da organizadora Léa Penteado. “Conquistamos excelente promoção na mídia e nas redes sociais, promovemos nosso destino e empresários, chefs e consumidores ficaram felizes”.

De acordo com Léa, “em números, a lagosta surpreendeu”. Durante os 10 dias de festival, 10 restaurantes venderam mais de meia tonelada de lagosta (544 quilos). Mesmo realizada num momento de afastamento social devido ao Covid-19, a edição de 2020 superou a de 2019, em que durante o mesmo período de tempo, com a participação de 21 restaurantes e bares, foram vendidos 510 quilos da iguaria, nos mais diversos tipos de pratos. “Um aumento significativo no consumo do crustáceo!”, considera.

Segundo a gestão, no quesito “consumo” a Cabana A Praia Branca mais uma vez bateu o recorde com 120 quilos. Em 2º lugar ficou o restaurante Maria Nilza, no Guaiú com 84 quilos; e em 3º o Recanto do Sossego, com 80 quilos.

O hot site do festival recebeu 432 votos conferindo a premiação de melhor lagosta e melhor atendimento. Veja a classificação para melhor lagosta: 1º lugar: Cabana A Praia Branca, com 9,84; 2º lugar: Restaurante Trigo, com 9,75; 3º lugar: Cabana Macuco, com 9,73. Melhor Atendimento: 1º lugar: Restaurante Trigo, com 9,94; 2º lugar: Restaurante Pitanga com 9,87; 3º lugar: Bistrô Luz de Minas, com 9,73.

A sexta edição, que acontecerá em 2021, está marcada para o período de 8 a 17/10.


Fonte: Com informações da Ascom do Festival da Lagosta da Costa do Descobrimento

© 2021 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade