Caraíva discute realização de eventos de Verão durante a pandemia

A realização de eventos que promovem aglomeração preocupa parte da comunidade de Caraiva, distrito de Porto Seguro. Para tratar do assunto, foi realizada uma reunião, dia 18/11/20, na praça da Igreja.  

De acordo com o perfil Notícias de Caraíva, do Facebook, dentre os tópicos abordados, esteve a forma “como a vila deveria se comportar no que diz respeito à superlotação, aglomerações e eventos neste período.”

Segundo o perfil, a Associação de Nativos de Caraíva (Anac) e o Conselho Comunitário e Ambiental de Caraíva (CCAC) defenderam que “promover aglomerações não é um caminho saudável para a vila, considerando a situação precária dos postos de saúde do distrito”. Em contrapartida, “produtores de eventos justificaram a realização de festas como forma de entretenimento para as pessoas que estarão na vila.” Segundo eles, a taxa de ocupação para o Réveillon já está próxima de 100% das acomodações. O assunto divide opiniões e a informação é de que uma parte dos moradores lamenta esta ocupação nesse período.

Em caso de realização de eventos, foram sugeridas: “distribuição de máscaras para o público e obrigatoriedade de uso, exigência de teste negativo de Covid-19 para ingressar nas festas, comercialização de 50% da ocupação permitida pela prefeitura e aferição de temperatura”.

Segundo o Notícias de Caraíva, no fim da reunião, uma votação feita entre a comunidade “definiu pela realização das festividades, considerando a implementação de protocolos mais rígidos pelos eventos, e também a depender do avanço da contaminação”.

Há uma semana, a Prefeitura de Porto Seguro publicou um decreto com regras para festas de fim de ano. As regras envolvem protocolos que exigem, dentre outras, a autorização da Vigilância Sanitária para realização de qualquer eventos que promova aglomeração.


Fonte: Com informações do perfil  Noticias de Caraíva

© 2021 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade