Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Comentários   

0 # Falta de apoio;
09-02-2018 19:46

“O Bloco Brasil Chama África agradece ao artista e carnavalesco Poncyano por doar seu precioso tempo e talento para a realização desse desfile totalmente sustentável, 99 % reciclável.
A falta de apoio financeiro foi desumana com o nosso bloco de militância cultural e de promoção da igualdade racial. Não posso mais permitir que nos coloquem na mesma panela dos blocos das cervejas. Não somos comerciais. Trabalhamos por uma causa social e infelizmente não tem essa categoria no turismo de massa.”

Miriam Silva Responder | Responder com citação | Citar
0 # Lavagem Bombordo;
31-01-2018 16:50

“A todos que fizeram parte dessa festa maravilhosa, venho aqui agradecer. Infelizmente por falta de patrocínio, não realizaremos a Lavagem do Bombordo este ano... No próximo ano faremos a lavagem dobrada.”

Carlos Valiense Responder | Responder com citação | Citar
0 # Corpo de Bombeiros;
29-01-2018 13:41

“Após incêndio, a sociedade organizada eunapolitana solicita ao Governo do Estado uma unidade do Corpo de Bombeiros.
No dia 24/01/18 um grave incêndio atingiu dois pontos comerciais na Avenida Santos Dumont, no Centro de Eunápolis. Felizmente, ninguém se feriu e o fogo foi contido por moradores das proximidades das lojas incendiadas.
Potencialmente, o acidente poderia ter causado danos mais graves. Em razão disso, a Associação Empresarial Pró-Desenvolvimento do Extremo Sul da Bahia (Proden), cumprindo o objetivo de representar a classe empresarial eunapolitana de e buscar melhorias de infraestrutura para os seus associados, formalizou, junto ao Governo do Estado da Bahia e ao Comando-Geral do Corpo de Bombeiros da Bahia, a solicitação da implantação de unidade física desta corporação no município de Eunápolis.
Considerando o desenvolvimento do município de Eunápolis e sua relevância econômica na região e utilizando argumentos dispostos nas Leis, o ofício com a solicitação da atuação do Corpo de Bombeiros na cidade foi direcionado no dia 25/01/18, aos representantes dos órgãos competentes.”

Carolina Souza Responder | Responder com citação | Citar
0 # Morte de macacos;
24-01-2018 16:24

““Triste e preocupante as pessoas estarem matando os inocentes macacos que não transmitem a febre amarela, mas ao morrerem da doença servem de alerta ao ser humano. Essa doença é transmitida através da picada de um mosquito infectado e em última análise, nós, humanos, somos responsáveis pela destruição da natureza e essas consequências desastrosas são provas disso. A sociedade, empresários, igrejas, meios de comunicação, escolas, entre outros, podem e devem divulgar esclarecimento sobre a inocência dos macacos na transmissão de febre amarela para impedir um massacre estúpido, gratuito e maldoso. Bom lembrar que diversos estudos apontam o Brasil como o segundo pais mais ignorante do mundo. Tal fato nos envergonha no exterior e levará o pais a ocupar o primeiro lugar.”

Daniel Marques Responder | Responder com citação | Citar
0 # Reforma previdenciária sem laudo;
12-01-2018 20:41

“Sem abrir a caixa preta da previdência social para se conhecer de forma transparente como o dinheiro previdenciário foi administrado até hoje e, por outro lado, sem apresentar documento de auditoria atestando a situação da previdência, o governo tenta resolver o ajuste fiscal através da reforma da previdência social.
Pois bem. Não há dinheiro para manter a saúde da previdência social, mas para bancar os gastos de Brasília, a fonte pública mostra-se inesgotável.
Vejamos. A ilha da fantasia Brasília é um buraco negro por onde grande parte do dinheiro público some. O governo não reduz a quantidade de ministérios. Não dá demonstração de austeridade nos gastos públicos. As mordomias com ministros, parlamentares e servidores do alto escalão estão estampadas nas residências, nos carros e nas viagens às suas disposições. Os gabinetes de parlamentares e de suas representações amparam contingente enorme de servidores sem concurso público. O Senado oferece aos senadores, ex-senadores e familiares serviços médicos e hospitalares gratuitos e de forma definitiva. E, a par de tudo isso, o governo ainda tem a pachorra de querer ferrar os servidores ativos, inativos e pensionistas e de pregar que quem é contra a reforma é porque não quer perder privilégio? Mas os privilegiados estão todos encastelados no Planalto, onde o dinheiro do país jorra como água.
No governo Lula, os aposentados e pensionistas foram atropelados com a cobrança de 11% de seus proventos e pensões. Agora, esses mesmos aposentados e pensionistas são ameaçados por outra reforma.
Por acaso, os parlamentares favoráveis à reforma da previdência conhecem o suposto déficit previdenciário com base em laudo de auditoria? Ou se baseiam apenas em dados fornecidos pelo governo?
Não se pode ignorar que R$ 426 bilhões devidos por empresas ao INSS representam quase o triplo do déficit anual calculado pelo governo: R$ 149 bilhões. Entre as devedoras estão as maiores empresas do país, como Bradesco, Caixa, BB, JBS, Itaú, Santander, Vale. Vejam, por exemplo:
- Itaú/lucro/2016: R$ 6 bilhões. Dívida com previdência: R$ 88 milhões
- Caixa/lucro/2016: R$ 4 bilhões. Dívida com previdência: R$ 550 milhões
- BB/lucro/2016: R$ 3 bilhões. Dívida com previdência: R$ 208 milhões
- Bradesco/lucro/2016: R$ 16 bilhões. Dívida com previdência: R$ 465 milhões
Fonte: Sindilegis.
O relator da CPI no Senado concluiu que a previdência social não é deficitária, e aí? Assim, como se pretende endossar uma reforma previdenciária alicerçada apenas em dados fornecidos pelo governo e não em laudo de auditoria?

O Banco Mundial recomenda a reforma. Mas a instituição, certamente, não conhece como o dinheiro previdenciário foi administrado pelos diversos governos. O trabalhador – ativo, inativo e pensionista – não pode ser penalizado pela má administração política da previdência social.
Portanto, sem apresentação de laudo de auditoria atestando o déficit previdenciário, a reforma carece de credibilidade.”

‎Julio César Cardoso Responder | Responder com citação | Citar
0 # Invasões em áreas privadas;
09-01-2018 14:42

“De agosto até agora, o Governo do Estado e Polícia Militar não conseguiram a reintegração de posse, porque o processo vai para Salvador e só depois que retorna é que faz a reintegração. Isso é muito danoso, é muito ruim. Nós fizemos o nosso papel. A Secretaria de Meio Ambiente certifica que houve crime em área privada, mas até agora não houve reintegração. Eu gostaria que o crime ambiental fosse coagido de forma mais rápida, ou seja, que reintegração de posse fosse feita de forma mais rápida, para que aquilo não continuasse.”

Bené Gouveia – Sec. Responder | Responder com citação | Citar
0 # Nova sede e 13º dos vereadores;
09-01-2018 14:40

“País quebrado, cofres do Estado vazios, cidade sem dinheiro, e ouvimos nos botecos e nas rodas os entendidos em política e finanças falarem que os vereadores querem o décimo terceiro, que querem fazer uma nova sede, com custo aproximado de R$ 3.000.000,00.
Ouvindo isto e se confirmado for, chegamos à conclusão que em Porto Seguro a crise do Brasil não aconteceu, não acontece e nem vai acontecer. Se nós podemos pagar R$ 13.000,00 por mês a cada vereador (salário), sem contar as mordomias que devem ter, se nós podemos pagar 13º, se nós podemos fazer prédio novo de perto de 3 milhões de reais, certamente não temos crise.
Quantos em empreendimentos comerciais, hotéis, pousadas, restaurantes, barracas de praia, advogados e outras profissões medianas, seus proprietários conseguem tirar do caixa todo mês R$ 13.000,00 e ainda pagar impostos, funcionários, manutenção etc? Quantos conseguem? Será que 10 % dos empreendimentos conseguem esta façanha? Vereador é profissão? Por que entram uma vez na Câmara e nunca mais querem sair? Quais as mordomias que cada vereador tem?
Onde estão as instituições da cidade, como OAB, CDL, Associação Comercial, Observatório, Sindicato dos Hotéis e Restaurantes e outros, que ninguém se pronuncia? Tudo acontece e a sociedade nunca é consultada? Onde está a nossa cidadania?
Agora é a hora da mudança! Governos Municipal, Estadual, Federal e Câmara de Vereadores não produzem dinheiro. Quem produz dinheiro é o empresário, o plantador, o fazendeiro. E pagam seus impostos para governos gerirem bem o mesmo.
Não posso eu mesmo votar em meu benefício. Não podem vereadores votar em seu próprio benefício, sem escutar quem os paga. Eles não são patrões. São funcionários de quem trabalha na cidade. Temos que mudar esta cartilha de que “tudo podem e nada acontece”.
Aonde estamos, sociedade organizada da cidade? Até quando vamos bater palmas iguais a cordeirinhos amestrados?
Nossa cidade vive do turismo. Sem turismo teremos um problema social gigantesco, e a cidade não tem dinheiro para investir no turismo. Não conseguimos arrumar a passarela, não conseguimos instalar um teleférico da Cidade Histórica até Centro do Arraial d’Ajuda, não conseguimos um pier, uma marina; não conseguimos receber navios de cruzeiro, não conseguimos fazer um pórtico na cidade, não conseguimos fazer um calçadão do Centro até a Barraca do Gaúcho, com ciclovia, e para caminhada, pista mão única e volta pelo telégrafo, não conseguimos fazer um camelódromo! Tudo por falta de dinheiro! Mas, então, por que a Câmara, em vez de fazer prédio, não devolve o dinheiro que sobra para a Prefeitura, e se notabiliza como “os anos em que mais os vereadores devolveram verba para a cidade”? E a cidade investe no turismo, que vai trazer receita para todos.”

Julio Cezar Varnier Responder | Responder com citação | Citar
0 # Presente de Natal;
09-01-2018 14:40

“O melhor Natal que uma empresa do porte do Cambuí pode oferecer é ser politicamente correta, cumprir a legislação pertinente e disponibilizar instalações sanitárias decentes para os seus clientes. Espero que isso possa ser realizado em 2018.”

Irapuam Negreiros Responder | Responder com citação | Citar
0 # Comentário pertinente;
09-01-2018 14:39

"Perfeito o comentário do Julio Cezar, no trombone Nova sede e 13º dos vereadores."

Jeferson Morgado Responder | Responder com citação | Citar
0 # Voto em Branco;
09-01-2018 14:37

“Pesquisa do Instituto Paraná informa que quase a metade dos eleitores 47,3% para ser exato pretende votar em branco ou anular o voto para deputado federal na eleição parlamentar do ano que vem.
Não é uma beleza? O sujeito, por todos os motivos, está decepcionado com nossa representação política e convencido de que a maioria dos eleitores brasileiros é composta de irresponsáveis que só elegem filhos do capeta. Enojado por tanta safadeza, gostaria de ver todos longe do Congresso e presos. Qual sua reação? Faz beicinho, pega seus caminhõezinhos e vai embora dizendo que não brinca mais. Vai votar em branco, num gesto tão proveitoso quanto um chute na parede.
No entanto, é das pessoas conscientes da má qualidade de nossa representação parlamentar que se esperaria uma reação racional, capaz de promover a eleição de pessoas melhores, mais qualificadas. Ao eleitor indignado, o bom senso recomenda um chá de maracujá para acalmar, um bom período de observação da cena política no seu entorno, a análise dos nomes mais qualificados e o subsequente empenho pessoal para eleição, em 2018, do candidato escolhido.
Se, ao contrário, esses eleitores ficarem em casa, não entrarem na fila para votar, a única certeza possível em relação à próxima legislatura é a de que a quota de filhos do capeta será muito maior. E nossos amigos de beicinho estarão, queiram ou não, na fila dos que vão pagar a conta. Os que se lambuzaram junto com os corruptos e os que a eles venderam seus votos continuaram povoando o covil de ladrões. Só os indignados, os decepcionados e os que se julgam impotentes podem fazer diferença.
Atenção! Olha a ficha caindo! A campanha pelo voto em branco só não é patrocinada pela organização criminosa que devastou o país porque há quem, desinformado das consequências, faça a campanha por ela, afastando das urnas os eleitores de que os bons candidatos precisam.”

Percival Puggina Responder | Responder com citação | Citar
© 2018 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade