IBGE prorroga prazo de inscrições para seleção de recenseadores

Será que agora vai? O IBGE prorrogou, até 21/01/22, as inscrições para os processos seletivos para a realização do Censo 2022. São 183.021 vagas para recenseadores, 18.420 para agente censitário supervisor (ACS) e 5.450 para agente censitário municipal (ACM). A justificativa foi a baixa procura pelo trabalho temporário. Clique aqui para se inscrever.

Para a subárea para Porto Seguro, que também atuará em Belmonte e Santa Cruz Cabrália, são as seguintes vagas: Porto Seguro (131 para recenseadores e 15 para agente censitário); Santa Cruz Cabrália (23 para recenseadores e 3 para agentes censitários); e Belmonte (19 para recenseadores e 3 para agentes censitários). A previsão é de que cerca de 45 mil domicílios sejam visitados pelo Censo no município. Os recenseadores serão distribuídos em dois postos de coleta, em locais a definir.

Para ser recenseador é necessário ter o ensino fundamental completo. O profissional ganha por produção. Já os ACS e ACM precisam ter ensino médio completo. Os salários são de R$ 1.700 e R$ 2.100, respectivamente. O ACM gerencia o trabalho do posto de coleta, enquanto o ACS, subordinado ao ACM, tem como principal função orientar os recenseadores durante a execução dos trabalhos de campo.

A taxa de inscrição para recenseador é de R$ 57,50, e de R$ 60,50 para agente censitário, e pode ser paga até 16/02. Quem for inscrito no CAD Único do Governo Federal está isento da taxa de inscrição.

Com a prorrogação dos prazos, as provas foram adiadas para 10/04. Os candidatos podem concorrer aos dois processos seletivos, já que as provas dos recenseadores serão realizadas no turno da manhã e a dos agentes censitários na parte da tarde. As provas objetivas serão presenciais. De acordo com o edital, o candidato que descumprir os protocolos sanitários de prevenção da Covid-19 será eliminado do processo seletivo.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) é a organizadora da seleção. Os recenseadores atuarão em suas áreas de residência diretamente na coleta das informações em mais de 70 milhões de domicílios brasileiros. O realização do Censo foi adiada em 2020 e 2021, apesar de terem havido processos seletivos, por falta de recursos.

Os processos seletivos de 2020 e 2021 não serão válidas para o Censo 2022. Os pedidos de reembolso dos processos cancelados devem ser feito pela internet, no site do IBGE.

70 milhões de domicílios

Em 2022, cerca de 213 milhões de habitantes, em mais de 70 milhões de domicílios, deverão ser visitados pelos recenseadores nos 5.570 municípios do país. O Censo revelará as características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho, mortalidade e autismo. Realizado a cada dez anos, a pesquisa é a principal fonte de referência para o conhecimento das condições de vida da população em todos os municípios do país.


Com informações e foto do IBGE

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Luigi Rotunno deve sair candidato a deputado federal

Novo aeroporto internacional tem consulta pública até 14/01

Carga e descarga em Porto Seguro tem horários definidos

Bahia Pesca realiza curso online de carcinicultura

ABIH 85 anos: ex-presidentes são homenageados no Senado

© 2022 Jornal do Sol - Informação com Credibilidade