Em meio à pandemia, novos negócios surgiram e vieram para ficar

Os empresários Marcos Freitas Pereira, Waldo Palmerston Xavier, André Luiz Garcia Ladeira, fundadores da WAM Group

Momentos de descanso e opções de lazer nunca foram tão valorizados e desejados quanto hoje. Proporcionar acesso a patrimônios que viabilizem esses sonhos é um mercado em ascensão. Mas como chegar ao consumidor final com boa parte do turismo passando por restrições?

Se é da crise, que vem a oportunidade, a Segunda Casa, startup digital criada pela WAM Group, maior comercializadora de multipropriedade imobiliária no Brasil, completa um ano de atuação celebrando marcas relevantes. São mais de R$ 65 milhões em vendas online, o que corresponde a mais de 1.500 novas cotas imobiliárias no modelo de multipropriedade e geração de empregos diretos e indiretos, que superam 150 postos de trabalho.

Dados da pesquisa Shopping During The Pandemic, realizada ainda em 2020 pela Ipsos, em 28 países, reforçam o potencial do mercado quando o assunto é turismo. Entre os brasileiros ouvidos, 47% têm feito mais compras online do que faziam antes da pandemia da Covid-19. No mundo todo, o índice é de 43%. Os dados apontam uma relação comum dos motivos para o sucesso da Segunda Casa que é a faixa etária do seu público alvo.

Cerca de 45% dos entrevistados com menos de 35 anos aumentaram o consumo online na pandemia, contra 40% entre os mais velhos, de 50 a 74 anos. “Hoje, o público alvo da Segunda Casa é de pessoas entre 25 a 50 anos e a grande maioria casados. São pessoas apaixonadas por viagem, que desejam ter sua própria casa de férias e atentas às vantagens que a multipropriedade oferece”, explica o sócio da Startup Segunda Casa, Thiago Silva.

De acordo com Thiago, parte do projeto já era executado nos canais de venda digital da WAM, porém com o lockdown, as vendas em pontos presenciais foram afetadas trazendo a oportunidade perfeita para acelerar. “O conceito da Startup surgiu em abril do ano passado e em maio já estava em execução. A intenção era criar uma ferramenta para aumentar as chances de mais pessoas conhecerem a multipropriedade, mas de forma virtual e na segurança de seus lares. O fechamento de todo o setor de turismo foi, como toda crise, uma oportunidade de renovação e novos negócios”, explica Thiago.

Através da tecnologia, a solução conseguiu transpor a ausência de clientes nas salas de vendas. O faturamento da Segunda Casa juntamente com a aceitação do público surpreenderam. Com uma parte do turismo presencial de volta, as equipes de trabalho têm atuação tanto em ambiente home office, quanto nas bases operacionais de Coworking.

“Nossas equipes atuam presencialmente nas cidades de Goiânia (GO), Olímpia (SP), São Pedro (SP), São Paulo capital e no Rio de Janeiro. Estamos em franca expansão e abertos a parcerias com empresas interessadas em representar nossos produtos, independentemente da localização geográfica, pois a WAM consegue atender clientes interessados em possuir a sua Segunda Casa de férias de norte a sul do País”, afirma Silva.

De posse das experiências de sucesso, em 2021, a Segunda Casa aposta num alcance mais massivo. O site de vendas dará lugar a uma plataforma de compras mais imersiva e satisfatória para a experiência do usuário. Atualmente a startup investe em ferramentas de apresentação mais eficientes para o cliente ir virtualmente até o empreendimento. Outro ponto que favorece a expansão dos negócios é a ampliação de destinos e regiões de atuação da WAM. Hoje são 26 empreendimentos em 15 destinos, mas a marca já prevê operar em pelo menos três novas cidades nos próximos anos.

O que é a multipropriedade?

Para a WAM, o conceito de multipropriedade é definido como a forma de utilizar uma propriedade de férias em unidade de tempo. Na prática, o cliente investe em conjunto com outros proprietários para utilizar o espaço. Ao adquirir uma casa de férias nessa modalidade, o cliente tem acesso a diversos destinos, o que representa economia. Empregando praticidade, a propriedade compartilhada dá direito a desfrutar das férias segundo um cronograma de uso compartilhado, que o cliente tem acesso com antecedência. Além dos serviços de hotelaria gerenciados por uma empresa experiente, outros diferenciais incluem planejamento para selecionar projetos de arquitetura arrojada que primam por conforto, qualidade na construção, inovação tecnológica, lazer, segurança e localização estratégica. Regulamentando esse processo de aquisição, o cliente tem a sua escritura de imóvel registrada em cartório e assim como os demais proprietários, paga apenas o que utilizar.

Marcas expressivas

De acordo com dados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), o turismo brasileiro até fevereiro de 2021 acumulou prejuízo de R$ 65,6 bilhões. O resultado é 38,1% menor do que o do mesmo período entre março de 2019 e fevereiro de 2020. Apesar disso, marcas como a WAM Group, que comemorou no dia 11 de maio oito anos de trajetória, tem fortalecido o setor e ajudado nesta retomada a partir da multipropriedade. E contramão da crise, a projeção é fechar 2021 com um faturamento de cerca de R$ 1,5 bilhão.

Em termos simples, a multipropriedade que incluiu o artigo 1.538-C no Código Civil, é o regime de condomínio em que cada um dos proprietários de um mesmo imóvel é titular de uma fração de tempo, à qual corresponde à faculdade de uso e gozo, com exclusividade, da totalidade do imóvel, a ser exercida pelos proprietários de forma alternada. E nesse cenário de dinamismo que visa tornar o turismo cada vez mais acessível e democrático no Brasil surgiu a WAM Group. Constituída pelos empresários Waldo Palmerston Xavier, André Luiz Garcia Ladeira e Marcos Freitas Pereira, a marca já comemora o título de maior comercializadora de multipropriedades do mundo.

Hoje, é formada por seis braços de atuação, sendo eles a WAM Comercialização que já é a líder mundial em comercialização de multipropriedades imobiliárias; A WAM Fidelidade, exclusivo clube de viagens, intercambiadora e monetizadora dos produtos de férias do grupo; WAM Hotéis e Resorts é gestora hoteleira responsável por administrar empreendimentos da WAM Group; WAM Gestão é a unidade de gestão de multipropriedades e relacionamento com cliente; WAM Incorporação é responsável por fazer a incorporação de empreendimentos da marca e a WAM Ensino que é uma universidade corporativa do grupo para formação de líderes de alta performance.


Texto e foto: Assessoria de Imprensa WAM Hotéis e Resorts - FatoMais Comunicação

LEIA TAMBÉM:

Ambev abre 40 vagas em programa de tecnologia com trabalho remoto

Pessoas com deficiência visual recebem aulas de mobilidade urbana

Partiu Estágio convoca segunda turma de universitários na Bahia

Ondas Praia Resort abre suas portas domingo, 18/04, na Bahia

Harus inaugura distribuidora em Porto Seguro

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar