Em maio, estimativa é que safra baiana de grãos seja 9,4% maior que de 2019

 

A estimativa de maio para a safra baiana de cereais, leguminosas e oleaginosas (também conhecidos como grãos) em 2020 prevê uma produção de 9.065.031 toneladas neste ano. Isso representa um aumento de 9,4% (ou mais 781.371 toneladas) em relação à safra de 2019 (8.283.660 toneladas).

A previsão de maio está 2,2% maior que a de abril, quando a estimativa era de uma safra de 8.865.631 toneladas de grãos em 2020, no estado. Isso ocorreu por conta de revisões para cima nas estimativas de produção de soja, milho (1ª e 2ª safras) e algodão.

A previsão da safra 2020 de soja no estado aumentou 2,2%, de abril para maio. A estimativa agora é de uma produção de 5.807.000 toneladas neste ano (frente a 5.681.000 toneladas em abril). Assim, a safra baiana de soja em 2020 deve ser 9,4% maior que a de 2019 (que foi de 5.309.400 toneladas).

Também houve revisão para cima em relação às produções de milho 1ª safra (+3,3%, de 1.525.000 toneladas em abril para 1.575.000 toneladas em maio); milho 2ª safra (+3,1%, de 358.000 para 370.000 toneladas); e de algodão herbáceo (+1,4%, de 1.390.000 para 1.410.000 toneladas).

Confirmando-se as novas previsões, em 2020, na Bahia, a produção de milho 1ª safra deve ser 15,3% maior que a de 2019 e a do milho 2ª safra será 34,1% maior. Já a produção de algodão neste ano ainda se mantém menor que a de 2019 (-5,6%).

No país como um todo, houve uma leve revisão para baixo na estimativa da safra de grãos 2020, na passagem de abril para maio (-0,5%). Mesmo assim, a previsão é de uma produção nacional de 245,9 milhões de toneladas neste ano, ainda recorde na série histórica do IBGE e 1,8% superior à de 2019 (que foi de 241,5 milhões de toneladas).

As informações são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado mensalmente pelo IBGE. O grupo de cereais, leguminosas e oleaginosas (grãos) engloba os seguintes produtos: arroz, milho, aveia, centeio, cevada, sorgo, trigo, triticale, amendoim, feijão, caroço de algodão, mamona, soja e girassol.

A partir das informações desta quinta estimativa, a Bahia deve se manter, em 2020, com a oitava maior produção de grãos do país, respondendo por 3,7% do total nacional. Mato Grosso continua na liderança, respondendo por 28,6% do total, seguido por Paraná (16,4%) e Rio Grande do Sul (10,8%).

12 das 25 safras de produtos investigados na Bahia devem ser maiores em 2020

Com uma revisão para cima da estimativa da produção da cana-de-açúcar (+27,4% entre abril e maio), a previsão é que, em 2020, 12 das 25 safras de produtos investigadas pelo LSPA na Bahia sejam maiores que as de 2019. Em abril, a previsão era de 11 safras em alta.

No estado, as produções com previsão de maior crescimento frente ao ano passado, em termos absolutos, são as de cana-de-açúcar (+944.000 toneladas ou +22,4%), soja (+497.600 toneladas ou +9,4%) e milho 1ª safra (+209.600 toneladas ou +15,3%).

Por outro lado, banana (-134,3 mil toneladas, ou -12,9%), algodão herbáceo (-84 mil toneladas ou -5,6%) e feijão 1ª safra (-35,5 mil toneladas ou -20,6%) lideram nas quedas absolutas de produção.

A lista completa das estimativas de safra dos produtos investigados pelo LSPA na Bahia está na tabela a seguir.

 


Fonte: IBGE

© 2020 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade