Tráfico de drogas não para e também utiliza o sistema delivery

No mês de abril, a Polícia Militar de Porto Seguro fez importantes apreensões envolvendo drogas, veículos roubados, celulares e mais de R$ 60 mil em espécie. Movimentações que demonstram que o tráfico de drogas não parou na cidade, como ocorreu com a grande maioria do comércio.

 “O tráfico de drogas é um crime de consumo, é um mercado que funciona à base de pessoas que são viciadas no uso de entorpecentes. Então ele não tem a sua atividade encerrada, devido à queda no fluxo de turistas etc, ainda que funcione em caráter menor”, afirma o comandante do 8º BPM, tenente coronel Anacleto França.

Entretanto, como alguns setores do comércio formal, a entrega a domicílio também é um recurso utilizado pelos traficantes. “Nós encontramos algumas situações de entrega a delivery. E isso já é um fato, infelizmente, comum no Brasil”, assinala o comandante. Segundo ele, a PM vem desenvolvendo operações de inteligência, que resultaram em algumas prisões dessa natureza.

Por outro lado, conforme o coronel França, os traficantes também têm dificuldades em trazer drogas para a cidade, em função das barreiras que ocorrem. “Então o criminoso fica com medo de ser abordado pela polícia em determinados lugares. Nesse aspecto, o tráfico teve uma baixa também”, salienta.

Outro desafio para as autoridades policiais é o risco de aumento da criminalidade, em função dos altos índices de desemprego. “Temos preocupação com a grande massa de pessoas desempregadas, que certamente nem todas conseguirão os seus empregos de volta. Então nós estamos diante de um cenário negativo, em que parte dessas pessoas possam se dedicar ao crime. Pessoas que talvez tenham abandonado o crime e procurado emprego, e que possam voltar ao crime”, alerta.

Outra inquietação é com o tempo de duração da crise, possibilitando a liberação de criminosos das cadeias e presídios públicos. “Mas tanto a polícia, como o Ministério Público e o poder Judiciário estão atentos a isso, para minimizarmos os riscos relativos à segurança pública”, enfatiza o comandante.

© 2020 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade