Presos com Covid-19 são transferidos do Complexo Policial de Porto Seguro

Presos que testaram positivo para Covid-19 ou que apresentaram sintomas da doença foram transferidos do Complexo Policial de Porto Seguro para unidades prisionais da região. De acordo com o delegado de Polícia Civil, Ricardo Feitosa, a transferência teve início na sexta-feira, 02/10/20, e terminou nesta segunda, 05/10.

O delegado afirmou que os presos seguiram para o Conjunto Penal de Teixeira de Freitas e para outras unidades próximas “com condição para tratar a doença”. Segundo informou, 35 presos – todos homens e de maior idade – foram transferidos. Destes, 31 tiveram teste positivo para o novo coronavirus, e os outros estão apresentando sintomas.

Ricardo Feitosa afirmou ainda que o prédio já passou por desinfecção, nesta segunda-feira. E que a utilização do espaço “requer um tempo de espera, em conformidade com as orientações da Vigilância Sanitária”, devido aos riscos de exposição aos agentes sanitizantes utilizados. “Com a carceragem vazia temos condições de fazer a manutenção do espaço para que ele se torne habitável, limpo, e voltar a operar normalmente, dentro das condições sanitárias adequadas”, disse.

O delegado afirma que, embora esteja passando por desinfecção, a delegacia está funcionando, mas de forma precária. Além de servidores classificados como do grupo de risco não estarem trabalhando presencialmente, outros dois estão afastados, tendo um testado positivo para Covid-19 e o outro apresentado sintomas da doença.

“No momento, pedimos que as pessoas evitem se dirigir à delegacia para atendimento”. Em alguns casos, a Delegacia Digital pode ser uma alternativa para quem precisa registrar alguma ocorrência. Sobre os presos transferidos, Feitosa afirmou que permanecem à disposição da Justiça, e que o juiz é quem definirá o tempo de retorno dos mesmos.

Sindicato denuncia situação

Dia 02/10, o presidente do sindicato de policiais, Eustácio Lopes, publicou um vídeo falando sobre a existência de presos com Covid-19. “Estamos aqui no Complexo Policial de Porto Seguro, onde 24 presos testaram positivo para Covid. E os policiais são suspeitos de estarem positivos para Covid. Aqui, esses presos se recusam ser transferidos para Eunápolis porque pertencem à facções criminosas [rivais]."

O presidente do sindicato afirmou ainda: “Aqui foi decretada a falência do Estado. O Estado está de joelhos para o crime. E peço à população de Porto Seguro que não procure vir à delegacia, porque podem sair daqui contaminados e até o Estado tomas uma providência de remover os presos, aqui os serviços da Polícia Civil estão suspensos. Todos os flagrantes e conduções para a delegacia de Porto Seguro serão encaminhadas para a delegacia de Eunápolis até o Estado tomar providência e enfrentar o crime organizado que se instalou e manda em Porto Seguro e região”.


Foto 1: G1

© 2020 - Jornal do Sol - Informação com Credibilidade